Chilton vê talentos desperdiçados com cultura eurocentrista e aposta que Dixon seria “um páreo duro” na F1

Max Chilton avaliou que a F1 precisaria de uma mudança de cultura para aceitar pilotos de fora da Europa. O ex-Marussia avaliou que Scott Dixon seria um páreo duro para qualquer um com um carro do Mundial

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Max Chilton acredita que Scott Dixon poderia se sair bem correndo na F1. O ex-piloto da Marussia acredira que o tetracampeão da Indy poderia fazer frente aos atuais pilotos do grid do Mundial.
 
Max Chilton aposta que Scott Dixon se sairia bem na F1 (Foto: IndyCar)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Titular da extinta Marussia em 2013 e 2014, Chilton acrdeita que a F1 precisa de uma mudança de mentalidade para aceitar mais ‘forasteiros’.
 
“O pessoal da F1 é firme na maneira como eles olham para seus pilotos”, disse Chilton à ESPN. “Ou eles já tem de estar no caminho da F1 ou já no programa do time ao algo assim”, seguiu.
 
“Eles raramente olham para outros pilotos que estão longe de quem está correndo na Europa. Isso está errado. Não acho que tenha motivo para não olharem [para a Indy]”, opinou. 
 
Na visão do ex-piloto da Marussia, Dixon poderia ser bastante bem sucedido na F1.
 
“Scott Dixon, que foi meu companheiro de equipe no ano passado, acho que é um dos melhores pilotos do mundo e seria um páreo duro para qualquer um em um carro de F1. Mas ninguém nunca deu uma olhada nele, como quando tinha uma vaga na Mercedes”, comentou. “É preciso uma mudança de cultura para que vejam os pilotos da Indy como uma possibilidade”, ponderou.
 
“E eu espero que isso aconteça, porque têm pilotos de primeira linha que estão sendo desperdiçados e poderiam estar fazendo coisas ainda maiores aos olhos do público na F1 e melhores do que algumas pessoas que já estão por lá”, concluiu.
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube