Com Ericsson, Indy abre 2021 com sete países vencedores em sete corridas

Com vitória de Marcus Ericsson, além de sete vencedores diferentes nas sete primeiras corridas do ano, Indy também vê sete bandeiras diferentes na primeira colocação no início de 2021

Líder, Will Power enfrenta problemas de motor no GP de Detroit da Indy (Vídeo: Reprodução/TV)

Principal categoria de monopostos dos Estados Unidos, a Indy tem um início internacional em 2021. Das sete corridas já disputadas na temporada, foram sete vencedores diferentes, e todos de nacionalidades distintas. Marcus Ericsson, com a Suécia, virou o mais novo nome da lista.

O número de países vencedores na Indy em 2021 já é superior ao de 2020, que teve seis nacionalidades diferentes no topo do pódio. A marca desta temporada já iguala a de 2017, que também teve 7 países vencendo, mas ao longo de 17 eventos naquele campeonato.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
WEB STORIES: Como foi a quarta vitória de Helio Castroneves na Indy 500?

Marcus Ericsson voltou a vencer depois de quase 8 anos (Foto: Indycar)

E mesmo disputando apenas corridas nos Estados Unidos pelo segundo ano consecutivo, o número de não americanos na Indy segue crescendo. Na temporada 2020, foram 20 pilotos de nacionalidades diferentes dos Estados Unidos participando de ao menos uma prova. Já em 2021, o número cresceu para 22 competidores.

Confira os vencedores da Indy em 2021 e seus respectivos países:

PILOTOPAÍSPROVA
ÁLEX PALOUESPANHAGP DO ALABAMA
COLTON HERTAESTADOS UNIDOSGP DE ST. PETE
SCOTT DIXONNOVA ZELÂNDIAGP DO TEXAS 1
PATRICIO O’WARDMÉXICOGP DO TEXAS 1
RINUS VEEKAYHOLANDAGP DE INDIANÁPOLIS 1
HELIO CASTRONEVESBRASILINDY 500
MARCUS ERICSSONSUÉCIAGP DE DETROIT 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar