Dixon mantém supremacia em Watkins Glen e segura Power para liderar terceiro treino livre. Castroneves é 11º

Scott Dixon segue imbatível até aqui em Watkins Glen. O neozelandês ditou o ritmo do terceiro treino livre desde o começo e novamente ficou com o primeiro lugar. Helio Castroneves foi o 11º e Tony Kanaan fechou em 13º

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Scott Dixon continua imparável no fim de semana de retorno da Indy ao circuito misto de Watkins Glen. Neste sábado (3), o neozelandês mandou no terceiro treino livre desde o início, cravando 1min22s801 e colocando 0s054 em Will Power, que novamente sobrou no confronto direto com Simon Pagenaud, apenas o 14º.

 
Sébastien Bourdais voltou a andar forte e apareceu em terceiro. O quarto lugar ficou com James Hinchcliffe, se mostrando pronto para manter o ótimo momento. 
 
Jack Hawksworth manteve a escrita da Foyt que brilha nos treinos livres e ficou com o quinto lugar. Quem finalmente conseguiu mostrar seu talento foi Spencer Pigot. Enquanto seu companheiro Josef Newgarden estampou o muro, o jovem campeão da Lights voou para garantir a sexta melhor marca, 0s280 atrás de Dixon.
 
Graham Rahal veio em sétimo, seguido por Mikhail Aleshin, Charlie Kimball e Max Chilton, que fecharam o top-10. Helio Castroneves terminou em 11º e Tony Kanaan foi o 13º.
Scott Dixon liderou novamente (Foto: IndyCar)

Confira como foi o terceiro treino livre em Watkins Glen:

O curto terceiro treino livre começou pontualmente às 12h (em Brasília). Pelo tempo reduzido, não demorou nada para que as marcas registradas já fossem bem baixas. Assim, a Foyt começou ditando o ritmo com seus dois pilotos, com Jack Hawksworth em primeiro com 1min23s3 e Takuma Sato em segundo com 1min23s7.

Ainda no primeiro terço de atividade, Alexander Rossi e Sébastien Bourdais apareceram com bons tempos. O americano se colocou entre as Foyt, enquanto o francês virou quarto, na frente do russo Mikhail Aleshin.

Rossi até conseguiu tirar Hawks da liderança, mas Scott Dixon realmente não está querendo brincar neste fim de semana. Pouco depois do americano virar líder, o neozelandês veio com uma excelente volta em 1min22s801.

Sébastien Bourdais (Foto: IndyCar)

A sessão corria tranquila quando Josef Newgarden rodou e estampou o muro. Surgia a primeira bandeira vermelha do dia e uma grande preocupação para a Carpenter, com o carro #21 bem prejudicado.

O TL3 teve nova bandeira verde com 20 minutos para o fim, já que a direção de prova resolveu adicionar cinco minutos ao tempo total de treino. Assim, Will Power e Spencer Pigot trataram de acelerar e se meteram no top-3.

Na curva 9, Takuma Sato resolveu tumultuar novamente a sessão e rodou totalmente sozinho, ficando atravessado no meio da pista.

Depois que a bandeira verde voltou, deu tempo de muita coisa mudar no topo da tabela de tempos e ainda de Aleshin rodar na curva 8. Lá na frente, Bourdais surgiu em terceiro, com James Hinchcliffe virando quarto colocado. Os brasileiros seguiram apagados, com Helio Castroneves em 11º e Tony Kanaan em 13º. Pior ainda para Simon Pagenaud, o 14º.

Indy, GP de Watkins Glen, TL3:

1 9 SCOTT DIXON NZL GANASSI CHEVROLET 1:22.801   17
2 12 WILL POWER AUS PENSKE CHEVROLET 1:22.855 +0.054 14
3 11 SÉBASTIEN BOURDAIS FRA KV CHEVROLET 1:22.949 +0.148 13
4 5 JAMES HINCHCLIFFE CAN SCHMIDT PETERSON HONDA 1:22.980 +0.179 16
5 41 JACK HAWKSWORTH ING FOYT HONDA 1:23.021 +0.220 15
6 20 SPENCER PIGOT EUA CARPENTER CHEVROLET 1:23.081 +0.280 17
7 15 GRAHAM RAHAL EUA RLL HONDA 1:23.116 +0.315 20
8 7 MIKHAIL ALESHIN RUS SCHMIDT PETERSON HONDA 1:23.192 +0.391 15
9 83 CHARLIE KIMBALL EUA GANASSI CHEVROLET 1:23.209 +0.408 21
10 8 MAX CHILTON ING GANASSI CHEVROLET 1:23.237 +0.436 16
11 3 HELIO CASTRONEVES BRA PENSKE CHEVROLET 1:23.382 +0.581 16
12 98 ALEXANDER ROSSI EUA ANDRETTI HONDA 1:23.392 +0.591 16
13 10 TONY KANAAN BRA GANASSI CHEVROLET 1:23.398 +0.597 15
14 22 SIMON PAGENAUD FRA PENSKE CHEVROLET 1:23.688 +0.887 20
15 14 TAKUMA SATO JAP FOYT HONDA 1:23.729 +0.928 12
16 18 CONOR DALY EUA DALE COYNE HONDA 1:23.747 +0.946 17
17 2 JUAN PABLO MONTOYA COL PENSKE CHEVROLET 1:23.752 +0.951 17
18 28 RYAN HUNTER-REAY EUA ANDRETTI HONDA 1:23.822 +1.021 15
19 26 CARLOS MUÑOZ COL ANDRETTI HONDA 1:24.132 +1.331 15
20 19 RC ENERSON EUA DALE COYNE HONDA 1:24.277 +1.476 12
21 27 MARCO ANDRETTI EUA ANDRETTI HONDA 1:24.416 +1.615 16
22 21 JOSEF NEWGARDEN EUA CARPENTER CHEVROLET 1:24.520 +1.719 6

PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube