Equipe totalmente feminina, Paretta estreia na Indy 500 com De Silvestro na pista em 2021

A Indy, promovendo a inclusão de mulheres no esporte a motor, divulgou a Paretta Autosport com comando de Beth Paretta e Simona de Silvestro no comando do carro #16 para as 500 Milhas de Indianápolis deste ano

A terça-feira (19) chegou com uma grande novidade na Indy. A categoria anunciou a chegada da Paretta Autosport, equipe comandada por Beth Paretta, para a disputa das 500 Milhas de Indianápolis em maio deste ano. Além de uma mulher no comando, o time também vai contar com uma pilota: a veterana Simona de Silvestro, de 32 anos.

A equipe chega à disputa como parte do projeto “Race for Equality and Change” (‘Corrida pela Igualdade e Mudança’, em tradução livre), anunciado em julho do ano passado. A Penske vai oferecer suporte técnico e ajudar na preparação da Paretta Autosport para competir no dia 30 de maior.

Com cinco participações em Indy 500, De Silvestro retorna à categoria após seis anos afastada. A suíça competiu na Indy entre 2010 e 2015 e foi escolhida para representar o novo time no grid. Em Indianápolis, seu melhor resultado foi na estreia, quando terminou na 14ª posição.

Simona de Silvestro volta à Indy pela primeira vez desde 2015 (Foto: Indycar)

“Estou muito animada com essa incrível oportunidade de retornar para Indianápolis e para a Indy 500 com a Paretta Autosport. Minha carreira realmente subiu de nível ao participar da Indy e da Indy 500, então voltar com a nova equipe, com a Penske, é uma chance especial e rara”, disse De Silvestro.

“Ser parte deste objetivo de inclusão e diversidade, e especialmente para mulheres na Indy, e no esporte a motor em geral, é muito importante para mim e para como eu gostaria de ver o futuro do automobilismo”, completou a pilota suíça.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

A chegada da Paretta Autosport pretende integrar mulheres no esporte a motor com oportunidades nas áreas de operação, administração, logística, marketing, relações públicas, e, claro, dentro das pistas.

“Hoje é o começo da busca pela igualdade de gênero no esporte, para encorajar mulheres a trabalhar duro para que possam conseguir um assento na mesa, ou uma vaga no grid. A Indy tem sido uma liderança e um lugar acolhedor para mulheres por muitos anos, por causa do trabalho duro de muitas mulheres e homens que vieram antes de nós, mas agora temos um comprometimento com a Indy, por meio do programa ‘Race for Equality & Change’, para garantir que as oportunidades continuem no futuro”, disse Parreta.

“Nossa equipe, junto a parceria técnica com a Penske, vai trabalhar para dar a Simona o melhor carro possível, para que ela alcance o melhor resultado possível. Competição nos move. A Indy 500 é a maior corrida do mundo, e um dia esperamos ver uma mulher levantando o troféu”, acrescentou.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Mark Miles, presidente e diretor-executivo da Penske, também comentou a novidade no grid das 500 Milhas de Indianápolis.

“Damos as boas vindas a Beth e a Paretta Autosport em sua chegada à Indy. A entrada da equie no programa vai assegurar que a Indy e a Indy 500 mantenham o legado de ter uma pilota classificada para a prova. Claro, isso fica com Simona e com a equipe, mas conhecendo Beth, sei que eles estarão prontos para a tarefa”, pontuou o dirigente.

Quem é Beth Paretta?

Parreta possui longa história no setor automotivo e no esporte a motor, especialmente em cargos de liderança na SRT [Street and Racing Techonology] e na Fiat Chrsyler, onde foi a primeira diretora a comandar um projeto no automobilismo. Nesta área, liderou a Dodge em três títulos da Nascar, com a Penske, além de conquistar no SportsCar em 2014, e no Trans-Am em 2014. Beth também é membro do conselhor do Hall da Fama do Esporte a Motor na América.

Em 2015, lançou a Grace Autospot, uma equipe profissional com mulheres. Também já foi nomeada uma das pessoas que vai mudar o mundo automomotivo, segundo a revista AutoWeek.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube