Falha no software e falta de engenheiro: Honda explica problema antes da largada

Três carros da Honda tiveram problemas antes mesmo da largada. De acordo com os japoneses, foi um problema de comunicação do software agravado pelas regras da categoria para cumprir o distanciamento social

A temporada 2020 da Indy começou de forma estranha para a Honda no Texas. Por mais que tenha vencido de forma dominante com a Ganassi e Scott Dixon, os japoneses amargaram um vexame antes mesmo da largada, com três carros apagando e precisando de reparos já descumprindo a regra do parque fechado. O resultado foi que Alexander Rossi, Graham Rahal e Ryan Hunter-Reay foram para a pista atrasados e acabaram ainda punidos, saindo completamente da briga. O motivo disso tudo? Uma falha no software agravada pelas novas regras de distanciamento social da categoria.

A montadora japonesa explicou que o problema ocorreu a partir de uma falha no software e que, por mais que não seja comum, é algo que já tinha acontecido em outras ocasiões.

“O problema foi um resultado de uma falha de comunicação no software entre a parte eletrônica da Honda e o ECU – unidade de controle do motor – da Cosworth, que é algo que acontece de vez em quando durante o procedimento de largada”, explicou Allen Miller, chefe da Honda na Indy.

Ryan Hunter-Reay se recuperou como deu no Texas (Foto: IndyCar)

O problema, segundo Miller, é que no Texas não havia presença de engenheiros de motores ao lado dos carros no procedimento de largada, respeitando as determinações da Indy de distanciamento social pela pandemia de coronavírus. Assim, ninguém soube como agir rapidamente para corrigir a falha.

“Ainda que não seja um problema frequente, é algo que já tinha acontecido anteriormente. Nossos engenheiros estavam cientes do problema e, caso estivessem em suas posições normais ao lado dos carros, tudo poderia ter sido rapidamente solucionado”, completou.

Hunter-Reay ainda conseguiu recuperar as voltas de atraso no fim e acabou a prova em oitavo. Rossi, que tomou uma outra punição por limite de velocidade nos boxes, foi 15º, enquanto Rahal foi 17º, com novos problemas durante a corrida.

Paddockast #64 | OS PILOTOS MAIS SUBESTIMADOS DA HISTÓRIA
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube