Indy

Foyt deu “passinho à frente”, mas Kanaan e Leist levam carro nas costas

A Foyt realmente melhorou e conseguiu ao menos competir no GP de Portland, mas ter seis top-10 com seus pilotos em 2019 mostra que Tony Kanaan e Matheus Leist estão carregando o time

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Matheus Leist completou na oitava posição o GP de Portland e mostrou que a Foyt realmente melhorou um pouco. No PADDOCK GP #175, porém, Gabriel Curty avaliou que tanto Matheus quanto Tony Kanaan têm estado muito acima do real potencial do time, ainda que os sinais para 2020 sejam até promissores. ASSISTA
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.