Indy

Ganassi faz fila andar após 'estágio' de Hartley na F1 e anuncia Jones como dupla de Dixon em 2018

A Ganassi confirmou Ed Jones no carro #10 da Ganassi para a temporada 2018. O novato do ano foi anunciado para formar dupla com Scott Dixon no próximo campeonato. Brendon Hartley, cada vez mais perto de seguir na Toro Rosso em 2018, era a primeira opção da equipe
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Tony Kanaan (Foto: IndyCar)

A Ganassi surpreendeu todo mundo e anunciou a contratação de Ed Jones nesta quarta-feira (25). A equipe vai ficar mesmo com apenas metade dos quatro carros que tinha em 2017, mas segue com Scott Dixon no comando do #9, ao lado agora do vencedor do troféu de novato do ano, que vestia as cores da Dale Coyne.
 
Jones tentou a carreira na Europa, mas mudou-se para os EUA em 2015, entrando na Indy Lights. Na temporada seguinte, foi campeão da categoria de acesso principal à Indy e, assim, assegurou a vaga na Dale Coyne para 2017.

Com o acerto de Jones, as chances de Brendon Hartley seguir na F1 para 2018 crescem ainda mais. O neozelandês era tido como certo no carro que pertencia a Tony Kanaan em 2017, mas agora parte para a segunda corrida com a Toro Rosso.
 
"É uma verdadeira honra poder guiar na equipe do Chip. É uma das maiores equipes de automobilismo do mundo, vitoriosa em tudo que se propõe a disputar. Espero me adaptar rápido e aprender muito. Scott é uma lenda do esporte e ser companheiro dele é uma oportunidade incrível. Acho que chego ao time no momento perfeito, já que estamos trocando de kit aerodinâmico e todo mundo está se adaptando à nova realidade. Não vejo a hora de ir para a pista com a Ganassi", disse.
Ed Jones vai para a Ganassi em 2018 (Foto: IndyCar)
Dono da equipe, Chip Ganassi comentou que Jones era um sonho antigo da Ganassi e que, agora, com certa experiência, se tornou ainda melhor opção.
 
"Nós já estamos acompanhando a carreira do Ed desde muito tempo atrás, então estamos bem satisfeitos por conseguir fechar o acordo. Ele já tem um ano de experiência na bagagem e é o tipo de jovem piloto que nós gostaríamos de ter. Não vemos a hora de iniciar os trabalhos com ele", afirmou.
 
Jones foi um dos destaques da temporada 2017 nos times menores. O britânico teve grande desempenho na Indy 500, fechando em terceiro, além de outros quatro top-10 que o garantiram a 14ª colocação no geral.
 
VIGIAR E PUNIR

COM GALID OSMAN, PADDOCK GP #101 QUESTIONA: VERSTAPPEN MERECEU PUNIÇÃO EM AUSTIN?