Indy analisa primeiras propostas para nova montadora em 2022

Com sistema híbrido de combustão e motores híbridos a partir de 2022, a Indy começou a analisar as primeiras propostas para uma montadora se juntar a Chevrolet e Honda na categoria

A Indy começou a analisar as primeiras propostas para entrada de uma nova montadora na categoria em 2022, que marca o início do novo regulamento, que terá um sistema híbrido e motores de 900 cavalos.
 
Jay Frye, presidente da categoria, revelou que recebeu 10 respostas de montadoras, mas apenas 3, sem os nomes revelados, foram as que agradaram. Chevrolet e Honda, as únicas atualmente no campeonato, já estão cientes e serão consultadas das ideias.
 
"Recebemos 10 respostas e algumas já foram eliminadas porque não têm a capacidade que estamos procurando. Algumas tiveram ideias legais, mas são 3 de 10 que estamos explorando. O próximo passo é consultar Chevrolet e Honda, passar por algumas ideias com os times, de como funcionaria e como seria implementado", disse Frye em entrevista ao Motorsport.com.
Alexander Rossi (Foto: Indycar)
O presidente também indicou que o anúncio de uma terceira montadora deve acontecer no primeiro quarto de 2020. A Dallara também está nas conversas para a prevista mudança de chassi no campeonato de 2022.
 
"Nos sentimos encorajados pelas informações que recebemos, e o plano é viável e é o que estávamos esperando. Não estamos próximos de decisões, mas já passamos da fase preliminar porque consultamos Chevrolet, Honda e outras montadoras que responderam. A decisão final deve vir no primeiro quarto de 2020", concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube