Kanaan acerta volta para Ganassi e assume #48 de Johnson nos ovais de 2021

Após três anos de Foyt, Tony Kanaan acertou a volta para a Ganassi em contrato de dois anos, dividindo o carro #48 com Jimmie Johnson

A sequência que vem desde 1998 não chegou ao fim em 2020: Tony Kanaan segue na Indy na próxima temporada. O brasileiro acertou a volta para a Ganassi, no esquema que já havia declarado que era sua meta, o de guiar apenas nos ovais do calendário. O contrato é valido por dois anos.

Assim, Tony vai dividir o carro #48 com Jimmie Johnson, também veterano, mas que vai fazer sua estreia na Indy após uma carreira para lá de gloriosa na Nascar. O americano fica com os mistos e com as pistas de rua, enquanto que o baiano estará na rodada dupla do Texas, em Gateway e, claro, nas 500 Milhas de Indianápolis, em busca do segundo anel.

Kanaan volta ao time de Chip Ganassi após três temporadas pela Foyt, com o pódio em Gateway, em 2019, tendo sido o melhor resultado atingido. Pela Ganassi, Kanaan teve quatro anos no carro #10, com vitória nas 500 Milhas de Fontana de 2014 e outros 11 pódios, fechando em sétimo os campeonatos de 2014 e 2016.

Tony Kanaan se despediu da Foyt em 2020 (Foto: Indycar)

“É difícil colocar em palavras como estou feliz com este anúncio. Quando eu e o Chip começamos a conversar sobre a oportunidade de guiar para ele nos ovais dividindo o carro 48 com o Jimmie Johnson, nunca que eu poderia imaginar que fossemos chegar a um acordo tão rapidamente. A Chip Ganassi Racing é uma das equipes que mais venceu na história da Indy e ter a chance poder fazer parte deste programa novamente é extraordinária. Gostaria de agradecer a todos na Chip Ganassi Racing e em especial aos meus patrocinadores NTT DATA e Bryant por me darem a chance de representá-los novamente”, disse o campeão da temporada 2004.

Dono da equipe, Chip Ganassi destacou a importância da experiência de Tony na hora da escolha para os ovais nas próximas duas temporadas, além do aprendizado que o brasileiro pode fornecer para Jimmie Johnson, um novato da Indy após fazer história na Nascar.

“O mercado de pilotos continua com a tendência de ter pilotos jovens, mas experiência é algo que não poder ser ensinado, especialmente nas 500 Milhas de Indianápolis. O Tony é o piloto mais experiente do paddock da Indy e quando expandimos nosso programa com o carro 48 para o Jimmie, ficou claro pra nós que o Kanaan era a escolha certa para completar nosso programa de oval. O Tony conhece bem a equipe, como trabalhamos e também os nossos outros pilotos. Acredito que a combinação do Tony com o Jimmie será excelente para o carro 48″, comentou.

Em 2020, Tony conviveu com a história de estar na temporada de despedida, mas ele próprio sempre deixou claro que aceitaria, sim, seguir nos ovais por mais tempo. No que poderia ter sido sua última dança, pela Foyt, teve dois top-10, no Texas e em Gateway, fechando a Indy 500 em 19º após um problema nos boxes.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube