Kanaan sofre com maratona após vitória na Indy 500, mas afirma: "Se não tivesse vencido, estaria puto"

As duas semanas preparatórias para as 500 Milhas de Indianápolis já foram, por si só, esgotantes. Mas o triunfo transformou a vida de Tony em uma correria interminável, especialmente com a proximidade de datas entre a Indy 500 e a rodada dupla de Detroit, já neste fim de semana. "Mas já estou bem preparado, porque vai ser muito difícil", assegurou

 
 
Depois da longa carga de trabalho que envolve o evento – com uma semana inteira de treinos livres, Pole Day, Carb Day e, por fim, a corrida –, o brasileiro iniciou, assim que cruzou a linha de chegada na primeira posição no oval de Indiana, uma nova e ainda mais esgotante jornada.
 
Tudo porque além de ser uma celebridade nos EUA e de ter vencido uma das provas mais tradicionais do automobilismo – o que trouxe para sua agenda uma série interminável de entrevistas, viagens e participações em programas de TV –, Kanaan já está de volta às pistas: neste fim de semana, apenas uma semana após a Indy 500, a Indy realiza a rodada dupla de Detroit, válida pela sexta etapa da temporada 2013.
Ao contrário da imagem, Tony ainda não teve tempo para descansar após a vitória em Indianápolis (Foto: Carsten Horst)
Em meio a toda essa cansativa maratona, no entanto, Tony falou com exclusividade ao GRANDE PRÊMIO. O piloto da KV – que recentemente já havia destacado as vantagens de ter um melhor preparo físico em relação aos seus concorrentes – reconheceu que, em algum momento, o cansaço vai bater, mas se disse pronto para correr em Belle Isle, apesar do esgotamento e da lesão na mão direita, ainda não curada.
 
"Eu ainda estou com a mão machucada. A mão não melhorou", enfatizou. "Mas já estou bem preparado, porque vai ser muito difícil. Primeiro por causa da minha mão. Segundo, porque eu não tive tempo ainda de desestressar." 
 
"Curti a vitória, mas sabe aquela coisa que você passa uma semana tensa e a hora que acaba você passa um dia fodido em casa, morto de cansado? Eu não tive esse tempo, ainda. E a hora que isso bater em mim… Eu espero que não seja no fim de semana", comentou o brasileiro.
 
Mas apesar do desgaste, TK admitiu que a correria está valendo a pena, justamente por conta do resultado obtido em Indianápolis. Porque se a derrota viesse… "Seria muito pior se eu tivesse perdido a corrida do que se eu tivesse ganhado, porque eu teria que fazer as mesmas coisas, só que ao invés de feliz, eu estaria puto!", completou.
 
A primeira prova da rodada dupla de Detroit ocorre neste sábado (1).

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube