Ericsson vê Siegel no muro, evita vexame histórico e se garante no grid da Indy 500

Marcus Ericsson correu enorme risco de passar por gafe histórica, mas viu Nolan Siegel parar no muro e garantiu vaga no grid das 500 Milhas de Indianápolis

Ganhador em 2022, Marcus Ericsson está garantido no grid das 500 Milhas de Indianápolis. Neste domingo (19), o sueco da Andretti chegou a passar sufoco no início da disputa da última fila, mas viu Nolan Siegel bater na tentativa final e ficar fora da lista de 33 pilotos.

Logo na primeira tentativa, Ericsson causou susto ao tirar o pé na volta final, o que poderia indicar um problema na Andretti #28, mas foi erro humano do piloto, que achou que tinha recebido a bandeira quadriculada. Eliminado na maior parte do tempo, utilizou o relógio ao seu favor e só se garantiu no grid nas voltas finais. Siegel virou o ‘bumpado’, e quando foi para a pista pela última vez, acabou batendo.

A veterana Katherine Legge, da Dale Coyne, se garantiu mais uma vez no grid. A inglesa anotou a marca de 2min36s539. Será a quarta participação da pilota na corrida. Depois do drama e eliminação no Bump em 2023, Graham Rahal também se garantiu no grid com a RLL.

A largada das 500 Milhas de Indianápolis acontece no próximo domingo (26), a partir das 13h00, com cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.

Nolan Siegel (Foto: IndyCar)

:seta_para_frente: Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
:seta_para_frente:Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Saiba como foi a disputa da última fila da Indy 500:

O primeiro piloto na pista foi Nolan Siegel, da Dale Coyne. O novato americano anotou 2min36s817. Vencedor em 2022, Marcus Ericsson era a grande estrela do Bump. O piloto sueco parecia garantido após as primeiras três voltas, mas misteriosamente tirou o pé na bandeira branca, virando em apenas 2min43s115.

A inglesa Katherine Legge veio a seguir com a Dale Coyne. Apesar de algumas balançadas, a pilota da Dale Coyne anotou 2min36s459, assumindo a liderança da sessão. Quem fechou as primeiras tentativas foi Graham Rahal, da RLL. Bumpado em 2023, o piloto anotou 2min36s539, deixando Ericsson de fora de forma parcial.

Eliminado provisoriamente, Ericsson resolveu utilizar o relógio e só foi para a pista com 8 minutos restantes para o fim. Apesar de uma queda nas voltas finais, o sueco se colocou no grid com 2min36s503. Ainda havia tempo para uma última tentativa de Siegel. O piloto da Dale Coyne foi para a pista, mas acabou errando e foi ao muro, sendo oficialmente eliminado.

INDY 2024, 500 MILHAS DE INDIANÁPOLIS, CLASSIFICAÇÃO – BUMP DAY:

31K LEGGEDale Coyne Honda2:36.459 
32M ERICSSONAndretti Honda2:36.503+0.044
33G RAHALRLL Honda2:36.539+0.080
34N SIEGELDale Coyne HondaSem tempo
Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Indy direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.