“Não posso me desesperar”: Power evita repetir erros de 2019 por falta de vitórias

Will Power quer voltar a brigar pelo título da Indy em 2020 e, para isso, sabe que precisa errar menos. Como? Não entrando em pânico caso os resultados não venham de cara

Will Power vem de três anos seguidos sem brigar pelo título da Indy e sabe que muito disso começa em inícios de temporada complicados. Assim, o australiano tenta se acalmar após um modesto 13º lugar no Texas e, de cabeça fria, se reerguer para voltar ao topo nas próximas provas e bater de frente com Josef Newgarden, Scott Dixon e Simon Pagenaud, trio que é considerado o mais difícil de ser superado pelo piloto da Penske.

Antes do GP de Indianápolis, Power participou de coletiva e prometeu foco total em virar o jogo depois de uma estreia ruim no Texas. O australiano lembrou que, em 2019, iniciou abaixo do que deveria, entrou em pânico e, assim, colocou o ano a perder em poucas semanas.

“Minha meta é seguir concentrado e guiando, fazendo o que eu sei fazer. Se você pensar só em vitória, pode se desesperar. Cometi muitos erros no ano passado. Em St. Pete, poderia vencer, mas erramos na estratégia. Liderava em Austin, quebrou a marcha, aí fui meio desesperado para Long Beach e terminei em sétimo quando deveria ter ido ao pódio e brigado pela vitória. Não dá para se desesperar, isso sempre acaba mal”, disse.

Will Power foi bem discreto no Texas (Foto: IndyCar)

O piloto do #12 destacou a regularidade dos companheiros de Penske e de Dixon, explicando que não há margem para repetir os erros do passado caso queira brigar pela taça.

“Newgarden, Pagenaud e Dixon são loucamente consistentes, os adversários mais duros possíveis. Não dá para ter resultados ruins se quiser brigar com eles. Por isso estou focado, muito bem preparado e farei o meu melhor”, completou.

Em 2019, o australiano até venceu duas corridas, mas, com uma série de provas abaixo do top-10, fechou o ano em quinto.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube