Nasr viaja de última hora, perde manhã, mas lidera teste da Indy em Sebring

Sebring recebeu teste da Indy na última segunda-feira (3), e o resultado foi surpreendente: Felipe Nasr liderou - com a curiosidade de que chegou em cima da hora, em viagem direta do Brasil

Felipe Nasr estava no Brasil, fazendo um churrasco, quando recebeu ligação da Carlin no último domingo (3), com um pedido para que participasse de teste da Indy no dia seguinte, em Sebring. O piloto topou. Claro, a distância fez com que perdesse a sessão da manhã. Mas não importou: de tarde, anotou o melhor tempo de todo o treino.

O brasileiro fez 52s136, o marca mais baixa entre todos os 15 pilotos que testaram na versão curta da pista. Scott Dixon foi quem mais se aproximou, ficando 0s038 acima. Sébastien Bourdais fechou o top-3, a 0s118 do brasileiro.

A lista foi seguida por Ryan Hunter-Reay, Zach Veach, Alexander Rossi, Jack Harvey, Felix Rosenqvist, Marcus Ericsson, Colton Herta, Charlie Kimball, Marco Andretti, Santino Ferrucci, Alex Palou e Ben Hanley.

Nasr substituiu ao suíço Ralph Boschung, que se ausentou. A Carlin não divulgou o motivo que forçou a troca a ocorrer.

Felipe Nasr (Foto: Reprodução/Carlin)

O brasileiro ganha força, com o resultado, na briga por um convite para estar no carro da Carlin em algum momento da temporada 2020, que começa já neste mês de março.  À revista 'Racer', ele comentou sobre sua expectativa.

"Eu amo correr e posso mostrar do que sou capaz quando tenho a chance de estar aqui. Ninguém está me prometendo nada, e não estou esperando nada. Estou aqui porque eu amo pilotar e quero ajudar a Carlin da maneira que puder. Aceito o que o futuro entregar", disse.

Ele também comentou como chegou a Sebring de surpresa: "24 horas atrás eu estava no Brasil com minha família, em um churrasco. Então, Trevor Carlin (dono da equipe) me ligou e disse que me queria no carro, então procurei um voo, mas não havia nenhum na hora."

"Tentei usar minhas milhas para achar algo bom, mas não achei, voei de econômica mesmo do Brasil para Miami (Sebring fica na Flórida, Estado da cidade), fui até minha casa, peguei as chaves do carro, fiz um café e dirigi direto para a pista pela manhã. Acabei perdendo toda a sessão."

"Cheguei 12h30, comi um sanduíche com os mecânicos e, de repente, fiz a volta mais rápida. Dias como esse me fazem feliz. Mas estou destruído", contou Nasr.

Paddockast #50
GRANDES PROMESSAS QUE NÃO VINGARAM

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube