Indy

Pagenaud parabeniza “consistente” Newgarden e vê saldo positivo: “Me sinto relevante”

Simon Pagenaud foi o vice-campeão da temporada 2019 da Indy. O francês comentou que o companheiro Josef Newgarden mereceu o título, e acredita que o saldo do ano é positivo pela vitória nas 500 Milhas de Indianápolis

Grande Prêmio / Redação GP, de Campinas
Simon Pagenaud ficou com a quarta posição no GP de Laguna Seca, disputado neste domingo (22). O resultado deixou o francês com o vice-campeonato da temporada 2019 da Indy, 25 pontos atrás do campeão Josef Newgarden, que também é seu companheiro de equipe.
 
Na reta final da corrida, Pagenaud cresceu, ultrapassou Felix Rosenqvist e ficou colado em Scott Dixon, tentando uma última arrancada pelo título. Ele não conseguiu, mas mostrou surpresa e respeito pela postura do neozelandês na pista.
 
"Eu pensei que ele ia desistir, mas não. Foi mais agressivo que o normal. Você conhece seus adversários, sabe o que pode fazer ou não, e eu sabia com o Scott, sabia que se fosse muito agressivo, ele poderia desistir, mas não desistiu. Ele é um tremendo campeão, poderia ter empurrado ele para fora, mas não é meu estilo. Sou limpo e o respeito muito", declarou o francês.
Simon Pagenaud (Foto: Indycar)
Mesmo com o vice, 2019 é um ano importante na carreira de Pagenaud. Em 2018, o francês não venceu corridas, e colocou seu nome na história do automobilismo com a vitória nas 500 Milhas de Indianápolis, que se tornou o ponto de virada para ser competitivo novamente. Ele também venceu o GP de Indianápolis e o de Toronto.
 
"Josef foi o melhor na temporada inteira. Ele foi mais consistente e mereceu, mas eu ganhei a Indy 500, não posso ficar decepcionado com isso", comentou.
 
"Houve rumores sobre mim, o que foi negativo, foi tudo inventado e não entendi o motivo. A performance esteve ali, mudamos as coisas no inverno e senti confiança. Mantive a postura positiva e tentando com o que o mundo fosse ao meu favor, e foi assim em maio. Tive azar no começo da temporada e fui melhorando conforme o ano. Vencer Indianápolis não foi só um grande alívio, como me sinto mais relevante no esporte. Sinto que estampei meu nome na história. Foi gratificante e me ajudou a pilotar melhor depois disso", completou.
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.