Perto do hexa na Indy, Dixon vê provável título de 2020 como “o mais significativo”

Na rodada dupla de Indianápolis, neste fim de semana, Scott Dixon tem a chance de conquistar mais um título na Indy. Mesmo com tantas taças na categoria, a de 2020 promete ser a mais especial para o neozelandês

Scott Dixon lidera o campeonato 2020 da Indy com 72 pontos de vantagem para Josef Newgarden. A três provas do fim, o hexacampeonato parece próximo do neozelandês. E a provável conquista vai ser importante do que as demais, segundo o próprio piloto.

Em 2020, Dixon começou a temporada com três vitórias consecutivas. Depois, bastou administrar a boa vantagem antes de conquistar mais uma vitória em Gateway. Mesmo os resultados ruins em Mid-Ohio – duas vezes em décimo – mantiveram a liderança do campeonato confortável. Com isso, o piloto da Ganassi pode ser campeão já neste fim de semana, em Indianápolis.

“Eu acho que provalvemente será o [título] mais estranho pela forma que a temporada andou, as mudanças no calendário, os altos e baixos. Honestamente, sou grato pela IndyCar ter envolvido todo mundo e conseguido fazer as coisas. Obrigado também à Nascar por pavimentar o caminho, nos dando mostras de como lidar com a Covid-19”, afirmou.

Scott Dixon foi 10º em Mid-Ohio, mas pode conquistar o título de 2020 em Indianápolis (Foto: Indycar)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Todos os meus títulos são únicos. Todos são diferentes, pelo menos na minha memória. Mas acho que cada um torna-se mais importante e esse, para mim, será o mais significativo”, completou Dixon.

Com chance de conquistar o campeonato já neste fim de semana, o neozelandês não pretende mudar suas atitudes nas corridas de sexta-feira e sábado, tentando evitar mais pressão interna.

“O objetivo é levar este fim de semana sem preocupações com o campeonato, mas a realidade é que será bem complicado. Não vamos mudar nossa mentalidade a cada fim de semana. Vamos nos focar nos que é preciso fazer e isso é vencer a corrida. Se conseguirmos vencer uma das duas provas, as coisas ficam mais fáceis. Se conseguirmos ambas, liquidamos a fatura”, disse o experiente piloto de 40 anos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube