Indy

"Pneus macios parecem duros e duros parecem macios": pilotos reclamam de "algo nunca antes visto" em Barber

Marco Andretti, Sébastien Bourdais e Colton Herta falaram sobre a dificuldade apresentada pelos compostos macios durante os treinos livres em Barber. Herta revelou, inclusive, que mudou a estratégia para o final de semana todo

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
O grid da Indy foi surpreendido com sérias dificuldades com os pneus macios durante os treinos livres para o GP do Alabama. Os pilotos contaram que não conseguem encontrar aderência, e os pneus duros parecem, pela primeira vez em muito tempo, a melhor escolha para a definição do grid que acontece neste sábado (6).

"Os macios parecem os duros e os duros parecem macios", disse Marco Andretti. "Já estou pensando mesmo em fazer a classificação com os duros", citou.

Muito bem em mais um final de semana, Colton Herta seguiu a linha do adversário na crítica, mas alertou que a falta de performance dos compostos vermelhos vai afetar também na corrida.
Colton Herta teve problemas com os pneus macios (Foto: IndyCar)
"Os macios estavam estranhos por algum motivo. Não se comportavam bem, e pensei que era apenas eu quando saí da pista, mas parece algo geral. Eu fui 0s5 mais lento com os macios, então, é algo que definitivamente precisamos olhar. Estou bem confuso e já descartei a minha previsão do que vai acontecer na classificação, de quais pneus usaremos. O plano inteiro do fim de semana mudou", comentou.

Sébastien Bourdais, que andou bem em todos os treinos livres, viu relação da falta de performance com o crescimento da temperatura ambiente.

"Foi só o sol aparecer que a pista ficou quase que 1s mais lenta para quem estava com os pneus macios. Nunca tinha visto algo do tipo antes", afirmou.