Power bate Rossi e crava pole em St. Pete. Newgarden é 8º e Dixon sai em 11º

Josef Newgarden e Scott Dixon decepcionaram e abriram espaço para os coadjuvantes. Melhor para Will Power, que segurou a tropa da Andretti para ser pole em St. Pete

Will Power segurou um trio de adversários da Andretti para garantir a pole da Indy na decisão do título em St. Pete. Neste sábado (24), o australiano aproveitou uma série de confusões e toques no muro para ficar na frente com 1min01s037. Foi a 62ª pole da carreira de Power, nada menos que a nona no circuito de rua da Flórida.

O Fast Six teve praticamente todo mundo ao menos dando uma raspada na parede e, no caso do trio da Andretti, foram toques que atrapalharam na pole. Alexander Rossi, Colton Herta e James Hinchcliffe, assim, saem atrás de Power. Jack Harvey e Pato O’Ward formam a terceira fila.

Mas as maiores atenções precisam estar para quem ficou de fora do grupo dos seis primeiros. Na disputa pelo título, Josef Newgarden e Scott Dixon não tiveram voltas limpas e, desta forma, saem de oitavo e 11º, respectivamente. Bom cenário para o neozelandês.

A largada para a corrida que decide o campeão da Indy 2020 está prevista para 15h20 (em Brasília) deste domingo. Um nono lugar dá o título para Dixon.

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

Will Power superou os rivais em St. Pete (Foto: IndyCar)

Confira como foi a definição do grid de largada em St. Pete

A classificação da Indy em St. Pete começou às 16h05 (em Brasília), com um pequeno atraso em virtude de reparos na pista após as provas das categorias de apoio do final de semana. O formato para a decisão do pole foi o tradicional em etapas em mistos e na rua com apenas uma corrida: dois grupos, os 12 melhores e o Fast Six.

O primeiro grupo tinha 12 pilotos, todos começando com os pneus duros. Entre eles, os finalistas Scott Dixon e Josef Newgarden, na briga pelo título. Além dos rivais: Scott McLaughlin, Marcus Ericsson, Graham Rahal, Simon Pagenaud, James Hinchcliffe, Alexander Rossi, Ryan Hunter-Reay, Takuma Sato, Jack Harvey e Marco Andretti.

Hinch foi quem puxou a fila, com 1min01s5, mas os tempos logo ficaram melhores, com Hunter-Reay e Dixon em 1min01s4. Rossi, ainda com os pneus duros, conseguiu ser já melhor que as marcas do treino livre, virando em 1min01s0 e, depois, em 1min00s8, com Andretti e Newgarden aparecendo a seguir.

Faltando menos de 3 minutos, o esforço final. Era hora de todo mundo apostar nos pneus macios e, teoricamente, ter uma ou duas voltas para mudar o patamar dos tempos. Hinch abriu os trabalhos de novo e fez 1min00s6, muito rápido em St. Pete. Enquanto isso, McLaughlin raspava o muro e dava adeus a qualquer chance.

Na briga pelo título, os dois levaram sustos, mas se classificavam. Dixon virou 1min00s8 e se garantiu mais cedo, mas Newgarden, com 1min00s7, também entrou, mesmo se enroscando com Andretti na volta anterior e perdendo algum tempo. No fim, Hinch na frente com 1min00s653, com Harvey, Newgarden, Dixon, Pagenaud e Rossi classificados. Sato, Ericsson, Andretti, Rahal, Hunter-Reay e McLaughLin caíram.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Minutos depois, a confirmação do que parecia fato na hora: Andretti foi punido e caiu de nono para 12º por ter bloqueado Newgarden. Veio, então, o Grupo 2.

Scott McLaughlin encontrou o muro em St. Pete (Foto: IndyCar)

Herta sobra em Grupo 2 cheio de confusões

O segundo grupo começou logo na sequência com Pato O’Ward, Oliver Askew, Charlie Kimball, Felix Rosenqvist, Will Power, Sébastien Bourdais, Santino Ferrucci, Conor Daly, Rinus VeeKay, Álex Palou, Max Chilton e Colton Herta.

No mesmo esquema do primeiro, o início foi dos pneus duros e Herta foi o único a romper a barreira de 1min01s, com Power, O’Ward e Rosenqvist também andando rápido. A troca para os pneus macios veio ali com 3 minutinhos pela frente.

Herta segurou a dianteira sem muitos problemas, com 1min00s6. VeeKay, Power, Rosenqvist, Bourdais e O’Ward também conseguiram a vaga, mas era, de fato, um grupo bem mais esvaziado que o primeiro. Menos emocionante também. Caíram: Askew, Daly, Palou, Ferrucci, Kimball e Chilton.

Rinus VeeKay não passou, depois passou, depois não passou mesmo (Foto: IndyCar)

Só que o grupo acabou bem depois do planejado. É que rolou uma investigação bastante demorada por ninguém ter tirado o pé em uma amarela de Chilton e, aí, minutos depois, VeeKay e Askew foram punidos, além de Rosenqvist, por bloqueio, com Daly e Palou avançando à segunda fase.

Mas a briga seguia. As equipes apelaram das punições, a discussão seguiu pegando fogo e foram mais de 30 minutos até que a segunda fase fosse finalmente confirmada: VeeKay e Askew, no fim, passaram, já que não teriam visto a amarela, com Daly e Palou fora. A justificativa foi que a bandeira amarela demorou a ser acionada.

Josef Newgarden caiu na segunda fase (Foto: IndyCar)

Newgarden e Dixon caem em classificação de zebras

Parecia um milagre, mas finalmente a segunda fase estava começando às 17h10. Estavam lá, no fim das contas: Newgarden, Pato, Askew, Dixon, Bourdais, VeeKay, Pagenaud, Power, Rossi, Hinch, Herta e Harvey.

Naturalmente, os primeiros tempos saíam ainda com os pneus duros, mas lá estavam, de novo, Power e Herta com bom desempenho, já abaixo da casa de 1min01s. No entanto, tudo ficaria para os últimos 3 minutos, com pneus macios e potencialmente mais confusões.

Scott Dixon caiu também no Q2 (Foto: Indycar)

Aí que as surpresas resolveram aparecer. Newgarden e Dixon simplesmente não conseguiram achar voltas limpas e acabaram eliminados antes do Fast Six. Josef foi um pouquinho melhor: nono, depois oitavo, com punição a Pagenaud, por causar bandeira vermelha no finzinho, enquanto Dixon foi 11º.

Power dominou a sessão com 1min00s332, puxando o Fast Six com Herta, O’Ward, Harvey, Hinch e Rossi, um cenário bastante inusitado. Bourdais, Newgarden, VeeKay, Askew, Dixon e Pagenaud foram os eliminados. Apesar de um desempenho bem discreto, ainda estava legal para Scott, com o rival caindo junto.

Power na pole, Andretti com ímã no muro

O Fast Six, como sempre, foi bem dinâmico, mas decidido quase que inteiramente em uma volta para cada. E o muro parecia chamar todos os pilotos. Power fez a pole, mesmo dando uma raspadinha nele.

Rossi, Herta e Hinch, que ficaram logo atrás, pareciam ter ritmo para vencer o dominante australiano, mas foram ao muro com mais força e, assim, perderam mais tempo. Pole 62 para Power.

Indy 2020, GP de St. Pete, Grid de largada:

1W POWERPenske Chevrolet1:01.037 
2A ROSSIAndretti Honda1:01.173+0.136
3C HERTAAndretti Honda1:01.182+0.145
4J HINCHCLIFFEAndretti Honda1:01.363+0.326
5J HARVEYMeyer Shank Honda1:01.368+0.331
6P O’WARDMcLaren Chevrolet1:01.773+0.736
7S BOURDAISFoyt Chevrolet1:00.810
8J NEWGARDENPenske Chevrolet1:00.868
9R VEEKAYCarpenter Chevrolet1:00.884
10O ASKEWMcLaren Chevrolet1:00.977
11S DIXONGanassi Honda1:01.028
12S PAGENAUDPenske Chevrolet1:01.230+0.193
13T SATORLL Honda1:00.942
14C DALYCarpenter Chevrolet1:01.161+0.124
15M ERICSSONGanassi Honda1:00.962
16A PALOUDale Coyne Honda1:01.163+0.126
17G RAHALRLL Honda1:01.146+0.109
18S FERRUCCIDale Coyne Honda1:01.180+0.143
19R HUNTER-REAYAndretti Honda1:01.173+0.136
20C KIMBALLFoyt Chevrolet1:01.243+0.206
21S McLAUGHLINPenske Chevrolet1:01.641+0.604
22F ROSENQVISTGanassi Honda1:01.522+0.485
23M ANDRETTIAndretti Honda1:01.683+0.646
24M CHILTONCarlin Chevrolet1:21.791+20.754

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube