Tetracampeão, Dixon destaca esperança em título apesar das poucas chances: “Éramos os azarões”

Scott Dixon precisava descontar os 47 pontos de vantagem do líder, Juan Pablo Montoya, para ser campeão da Indy em 2015. E, com a ajuda de uma prova impecável em Sonoma, neste domingo (30), o neozelandês fez o improvável – e saiu da Califórnia como tetracampeão

Juan Pablo Montoya chegou em Sonoma, neste domingo (30), com 47 pontos de vantagem sobre Scott Dixon, terceiro. Mas isso não significa que o neozelandês era carta fora do baralho na disputa pelo título: em uma prova impecável, o piloto da Ganassi partiu para a vitória e foi campeão nos critérios de desempate.
 
O título de 2015 é o quarto da carreira de Dixon na Indy. Assim como em 2003, 2008 e 2013, o neozelandês saiu triunfante. Mas nenhuma decisão de campeonato foi mais emocionante que a do tetra: Scott terminou o ano empatado com Montoya, só levando a vantagem nos critérios de desempate – três vitórias contra duas do colombiano.
Scott Dixon se sagrou tetracampeão em Sonoma (Foto: IndyCar)
“Ainda havia uma chance e era por causa disso que eu tinha esperança”, contou Dixon, ainda sem acreditar que havia sido campeão.
 
“Não sei o que dizer. Tivemos grandes corridas nessa temporada, e essa foi a melhor. Nós éramos os azarões”, avaliou.

Dixon venceu a prova, enquanto Montoya cruzou a linha de chegada em sexto. Para o colombiano, apenas o quinto lugar servia.

Depois de celebrar a conquista, Dixon ainda parecia não acreditar direito em como a corrida se desenrolou.

“Ainda parece estranho. Sabe, óbvio que esse era um dia em que muitas coisas precisavam dar certo. Acho que, para começar, precisávamos vencer. Era a nossa única chance real”, contou.

O neozelandês acredita que o triunfo não seria possível se não fossem dois fatores: o ótimo carro e a série de eventos da prova que prejudicou os rivais na luta pelo título.
 
“As coisas precisavam se encaixar em seus lugares. A corrida se desenrolou e sabia que nosso carro estava bom – créditos para a equipe. O pit que nos colocou à frente de Power e Newgarden também foi crucial, pelo menos nos deu uma folga e nos colocou na direção correta”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube