Power vence duelo estratégico com Rossi e fatura GP de Detroit. Castroneves abandona

Will Power largou da 16ª colocação em Detroit, mas acertou na estratégia com pneus duros e sobreviveu ao ataque de Alexander Rossi no fim para vencer pela primeira vez em 2022

O QUE ESPERAR DE ROSSI NA MCLAREN E KIRKWOOD NA ANDRETTI NA INDY 2023?

Um ano depois de uma derrota traumática em Detroit, Will Power conseguiu sua redenção. Em um salto estratégico, o australiano da Penske pulou de 16º para a vitória na edição final da Indy no Belle Isle Park, realizada neste domingo (5). Ele derrotou o americano Alexander Rossi, da Andretti, que também acertou a estratégia após largar de 11º e finalizar em segundo.

O hexacampeão Scott Dixon, da Ganassi, completou o pódio em Detroit, seguido pelo pole-position Josef Newgarden, da Penske, e Pato O’Ward, da McLaren, que finalizou o top-5. Atual campeão, o espanhol Álex Palou finalizou em sexto.

O brasileiro Helio Castroneves teve um dia para esquecer com a Meyer Shank. Apesar de largar do quarto lugar e andar em terceiro nas voltas iniciais, o piloto brasileiro acabou sofrendo de um problema elétrico no carro #06 e abandonou a prova.

Marcus Ericsson, que entrou na prova como líder do campeonato, ficou na sétima posição em sua primeira aparição após vencer a Indy 500, à frente de Colton Herta, Simon Pagenaud e Felix Rosenqvist.

A Indy retorna no dia 12 de junho com o GP de Elkhart Lake, que acontece no circuito de Road America, no Wisconsin.

Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Will Power faturou em Detroit (Foto: IndyCar)

Saiba como foi o GP de Detroit da Indy:

A largada foi autorizada às 16h45 (de Brasília). Newgarden largou bem e manteve a ponta. Sato acabou engolido pelas Meyer Shank e perdeu posições para Pagenaud e Castroneves. Herta também foi bem e ganhou o sexto lugar sobre Malukas. Rossi também partiu bem, superando Dixon, McLaughlin, Ericsson e Malukas, pulando para sétimo.

Nas últimas posições, Graham Rahal cometeu um erro e acabou triscando o muro, danificando a suspensão e abandonando a prova. Jimmie Johnson e Jack Harvey realizaram seus primeiros pit-stops. Diversos pilotos foram aos boxes nas voltas iniciais buscando se livrar dos pneus macios.

As primeiras 10 voltas foram concluídas com Newgarden em primeiro, seguido porPagenaud, Castroneves, O’Ward, Power, Dixon, Herta, Palou, Kirkwood e Lundgaard finalizando o top-10. Sato, Rossi, VeeKay, Malukas, Daly, Harvey, Ferrucci, Rosenqvist e Johnson já tinham pit-stops realizados neste estágio.

A batida que tirou Rahal (Vídeo: Indycar)

Em excelente ritmo com pneus duros, Power passou Castroneves e O’Ward, pulando para terceiro. Dixon e Palou também cresceram, tirando o brasileiro e o mexicano da frente.

Power, Dixon e Palou ultrapassaram Pagenaud, ocupando 2º, 3º e 4º lugares respectivamente. O australiano seguia andando em ritmo forte e caçando o companheiro de equipe Newgarden. Na volta 14, finalmente aconteceu a primeira troca de liderança da corrida, com Will superando Josef. Scott e Alex também limparam o caminho para tirar a Penske #3 da frente. Também guiando com pneus duros, Kyle Kirkwood e Alexander Rossi trataram de tirar Newgarden do top-5. No giro 17, Helio Castroneves finalmente veio aos boxes para trocar os pneus macios pelos duros. Pagenaud fez o mesmo na volta seguinte.

Scott McLaughlin errou ao escapar em uma curva e caiu para as últimas posições, mas conseguiu evitar a bandeira amarela. Newgarden e O’Ward vieram para seus respectivos pit-stops. Com 20 voltas, o top-10 era formado por Power, Dixon, Palou, Kirkwood, Rossi, DeFrancesco, Ericsson, VeeKay, Malukas e Kellett.

Scott McLaughlin comprometeu sua corrida em Detroit (Vídeo: IndyCar)

Castroneves precisou de um segundo pit-stop, e acabou desligando o motor após problemas, praticamente ficando fora da disputa. Quem também veio aos boxes foi Kirkwood, que era o quinto colocado. Rossi veio aos boxes na volta 25, Power entrou na 26, enquanto Palou e Dixon vieram na 27.

Com 30 voltas de prova, Power estava na liderança utilizando pneus duros, seguido por Dixon e Palou, com macios. Rossi e Kirkwood completavam o top-5, andando de duros. Newgarden, Sato, O’Ward, Pagenaud e Ericsson fechavam o top-10.

Power seguiu dominante na primeira posição, chegando a abrir 8s de vantagem para Dixon. A vantagem do australiano só crescia, enquanto Dixon e Palou sofriam com os pneus macios e passavam a sofrer com a pressão de Alexander Rossi, que assumiu o terceiro lugar na volta 40. Scott conseguiu resistir aos ataques do americano por mais 3 voltas, mas acabou cedendo.

Com 44 giros de prova, Palou fez a segunda parada, se livrando dos macios e colocando pneus duros. O processo foi repetido por Dixon na volta seguinte, que também trouxe Newgarden e O’Ward juntos. No segundo lugar e sofrendo com tráfego, Rossi estava 20 segundos atrás de Power e resolveu partir para um terceiro pit-stop. Kirkwood também parou, colocando macios.

Com 20 voltas para o fim, o top-10 tinha Power, Rossi, Dixon, Newgarden, O’Ward, Palou, Sato, Ericsson, Herta e VeeKay. Na volta de saída dos boxes, Kirkwood foi aos boxes novamente depois de tocar a roda traseira esquerda no muro.

Will Power veio aos boxes na volta 51 e fez uma parada lenta, trocando para pneus macios, retornando 16s à frente de Rossi e 17 sobre Dixon. Kyle Kirkwood acabou abandonando com problemas de suspensão.

Nas voltas finais, Power conseguiu gerenciar a grande vantagem que tinha sobre Rossi, que apesar de cortar bastante, não conseguiu chegar próximo o suficiente para montar um ataque. Vitória de Will em Detroit, e ainda teve tempo para a única amarela do dia com batida de Rinus VeeKay.

Indy 2022, GP de Detroit, Classificação:

1W POWERPenske Chevrolet70 voltas 
2A ROSSIAndretti Honda+1.002 
3S DIXONGanassi Honda+7.123 
4J NEWGARDENPenske Chevrolet+10.671 
5P O’WARDMcLaren Chevrolet+11.234 
6A PALOUGanassi Honda+14.905 
7M ERICSSONGanassi Honda+40.899 
8C HERTAAndretti Honda+41.128 
9S PAGENAUDMeyer Shank Honda+41.294 
10F ROSENQVISTMcLaren Chevrolet+42.877 
11D MALUKASDale Coyne Honda+45.891 
12C DALYCarpenter Chevrolet+51.176 
13T SATODale Coyne Honda+52.216 
14C LUNDGAARDRLL Honda+1:12.776 
15J HARVEYRLL Honda+1:28.241 
16R VEEKAYCarpenter Chevrolet+1 voltaNC
17R GROSJEANAndretti Honda+1 volta 
18D DEFRANCESCOAndretti Honda+1 volta 
19S MCLAUGHLINPenske Chevrolet+1 volta 
20D KELLETTFoyt Chevrolet+1 volta 
21S FERRUCCIJuncos Chevrolet+2 voltas 
22J JOHNSONGanassi Honda+2 voltas 
23T CALDERÓNFoyt Chevrolet+2 voltas 
24K KIRKWOODFoyt Chevrolet+21 voltasNC
25H CASTRONEVESMeyer Shank Honda+49 voltasNC
26G RAHALRLL Honda+68 voltasNC
ERICSSON COROA EVOLUÇÃO DE PASSOS LENTOS COM GRANDE VITÓRIA NA INDY 500 DE 2022

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar