Di Mauro aproveita ‘miniférias’ da Stock Car e inicia preparação para Mundial de Kart na Itália

Após a etapa de Londrina no último fim de semana, a Stock Car só volta à ativa na terceira semana de julho. Assim, Gaetano di Mauro aproveita o hiato na principal categoria do automobilismo brasileiro e parte para a Itália para abrir, ao lado da Academia Shell Racing e da CRG, sua preparação visando o Mundial de Kart, em setembro

Gaetano di Mauro completou, no último fim de semana, o primeiro terço da temporada 2019 da Stock Car. Em Londrina, o jovem piloto da Academia Shell Racing viveu uma jornada complicada por conta de problemas no acelerador do seu carro #11, de forma que o paulista de 21 anos pouco pôde fazer depois de ter largado em 11º lugar. Agora, o calendário da principal categoria do automobilismo brasileiro compreende um intervalo de pouco mais de um mês, voltando apenas na terceira semana de julho, em Santa Cruz do Sul. Assim, Di Mauro aproveita as ‘miniférias’ da Stock Car e parte rumo à Itália para iniciar a preparação para o Mundial de Kart da FIA, em setembro.
 
A principal competição da modalidade está marcada para os dias 19 a 22 de setembro no tradicional kartódromo de Lonato, na Itália. Piloto oficial da CRG no kart, Di Mauro embarca para a Europa neste fim de semana para começar os trabalhos de preparação. No ano passado, o tetracampeão brasileiro de kart na classe Shifter — karts com marcha — disputou o Mundial pela primeira vez e fez grande trabalho ao terminar na quarta colocação em meio a 105 inscritos na classe KZ2.
 
Sobre a classe pela qual vai disputar o Mundial em setembro, Di Mauro aguarda uma definição. “Ainda não sei a categoria pela qual vou correr no Mundial de Kart. Vai depender do meu peso. Se conseguir chegar a um peso mais leve, vou fazer a KZ1”, explicou ao GRANDE PRÊMIO.
Gaetano di Mauro vai fazer pela segunda vez o Mundial de Kart em 2019 (Foto: Bruno Gorski)

“Esse é meu objetivo, mas se não conseguir, então vou correr na KZ2. São 5 kg de diferença de uma para a outra, e essa questão do peso é bastante apertada para mim”, comentou o piloto.

 
Em razão da sua preparação para suportar a exigência física da Stock Car, Di Mauro ganhou massa muscular neste ano, de modo que o piloto ainda considera qual o melhor peso para poder competir no Mundial.
 
Antes de disputar a competição na Itália, Di Mauro já tem um outro desafio pela frente no kartismo: lutar pelo pentacampeonato nacional, em julho, no Kartódromo Municipal de Cascavel, entre 23 e 27 de julho, dias depois da etapa de Santa Cruz do Sul da Stock Car.
 
“Vou fazer o Brasileiro de Kart. Mais um ano com a CRG aqui no Brasil. Cascavel é uma pista desafiadora, que gosto muito. Vai ser uma corrida noturna, e à noite é muito legal porque tudo fica bem mais rápido. E andar de Shifter nessas condições é fantástico, com uma sensação de velocidade bem alta”, comentou.
 
Por conta da carreira laureada no kartismo, Gaetano é uma referência para os jovens pilotos da Academia Shell Racing na modalidade. Neste ano, fazem parte do projeto Aurélia Nobels, Lucas Stalco, Gabriel Crepaldi e Richard Annunziata. Di Mauro falou sobre a oportunidade que tem de, muitas vezes, treinar com os jovens talentos da academia e compartilhar da sua experiência com os mais novos.
 
“Treino em todas as pistas daqui, como em Aldeia da Serra, Granja Viana, Interlagos… Me preparo sempre para a Stock Car treinando de kart e também troco muitas informações com os pilotos do kart, posso passar um pouco da minha experiência, ajudar com muita coisa, e também torço muito para o pessoal da Academia Shell Racing, e tenho certeza de que isso sendo muito importante para o time”, finalizou.

Paddockast #21
A primeira vez a gente nunca esquece: as vitórias dos maiores nomes do esporte

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube