Massa anuncia participação de Alonso no Desafio das Estrelas em SC. Rossi também deve correr

Felipe Massa anunciou que Fernando Alonso, Valentino Rossi, Michael Schumacher e Kamui Kobayashi foram convidado para a edição de 2012 do Desafio das Estrelas – marcada para janeiro do próximo ano – e devem tomar parte do evento

Em entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira (12), Felipe Massa anunciou novidades para o Desafio das Estrelas, evento que reúne alguns dos melhores pilotos de diversas categorias para um final de semana com duas corridas de kart, uma no sábado e outra no domingo. 

“A corrida é uma grande diversão para um piloto participar. Falando de tudo: do evento, da diversão que é correr com os melhores pilotos do mundo em uma corrida de kart, que é a categoria em que nós começamos. É o começo de tudo, é a nossa escola e quando nós nos divertimos mais”, disse o piloto, ao abrir a entrevista coletiva.

“É um evento que cresceu demais e é aguardado por outros pilotos, não só os que correm de carro, mas o que correm de moto… E não é só aguardado pelo Brasil, mas por outros países também, que acompanham o Desafio Internacional das Estrelas”, completou.

Massa confirmou a presença de Alonso no Desafio das Estrelas e espera contar com Valentino Rossi (Foto: Fagner Morais)

E ele confirmou a presença de Fernando Alonso no Desafio das Estrelas. Organizador do evento, Massa anunciou que o companheiro de equipe estará presente na competição marcada para o segundo fim de semana de janeiro, no kartódromo de Penha, no Beto Carrero World, em Santa Catarina.

“Em 2013 vai ser um ano ainda mais estruturado, com a presença de pilotos que ainda não participaram, como o [Fernando] Alonso, que é um que vai participar do desafio”, falou Massa, confirmando a presença do companheiro de Ferrari na competição que, para atender as necessidades do brasileiro, e de outros pilotos, teve sua tradicional data de realização alterada para o início do ano.

Além dos pilotos da Ferrari, quem também está próximo de ser anunciado é Valentino Rossi, megacampeão da MotoGP. Michael Schumacher e Kamui Kobayashi também foram convidados e podem participar do evento.

“Estamos no trabalho para tentar trazer outra novidade. Estamos conversando faz um tempo com o Valentino Rossi e eu acho que a chance de vir é muito grande. Estamos quase confirmando. O Valentino Rossi é um nome incrível. Talvez o Schumacher venha. Agora que ele anunciou a aposentadoria, janeiro ele vai estar mais tranquilo em casa. Ele já participou por três anos e foi o único que venceu duas vezes. Conversei como ele e ele se empolgou com a ideia para ver se consegue vir também”, afirmou

“Quem está empolgado para vir é o Kobayashi, espero que dê. Fora todos os outros que já participaram e que vão voltar, como o [Pastor] Maldonado, eu [risos], vários pilotos da Stock Car, da Indy, dos dois pilotos da GP2 – Felipe Nasr  e Luiz Razia. Vai ser um desafio pesado”, completou.

Para Massa, o grande desafio na hora de marcar o evento é a data. Neste ano, a intenção da organização era colocar a corrida no primeiro final de semana de dezembro, mas tudo foi por água abaixo por conta da prova final da Stock Car, em Interlagos, a festa de gala da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), a festa de final de ano da Indy e outros eventos. Por isso, a escolha do segundo final de semana de janeiro acabou sendo a melhor opção para todas as partes.

“No final, o grande problema é tentar achar uma data. Porque ia fazer em dezembro, mas não pôde por causa da data. E eu acho que foi até bacana [fazer o Desafio em janeiro], porque as coisas estão mais tranquilas. Então, a chance de vir mais pilotos é maior”, explicou.

“Antes de mudar, nós fizemos um estudo para saber como seria em janeiro, analisando as outras categorias e vendo o que tem e o que não tem. Então vemos que não tinha quase nada para ninguém. Isso ajudou muito na mudança e existe uma possibilidade de continuar sendo em janeiro para os próximos anos. Mas sempre de acordo com a melhor data para as categorias mais importantes, que são os pilotos que vêm correr”, apontou.

Por outro lado, quem pode ficar de fora é Rubens Barrichello. Campeão do evento em 2009, o piloto não confirmou presença, pois pode estar nos Estados Unidos, no início do próximo ano, em testes da Indy. "Espero que o teste não aconteça para que possamos contar com o Barrichello lá", falou Massa.

Questionado pelo Grande Prêmio sobre o número de pilotos que vai compor o grid da competição, Massa colocou o máximo de 29 pilotos participando das duas baterias do Desafio. “Nós temos uma ideia entre 27 e 29 karts. Estamos nos preparando para isso, olhando o número de karts. Ano passado foram 27, então deve ser entre 27, o mínimo, e 29”, contou.

O piloto da Ferrari confirmou que vai haver uma mudança no chassi para a próxima edição. “Tecnicamente, nós corríamos com os chassis Birel e esse ano vai ser com o chassi ART. É um chassi italiano que está indo muito bem na Europa e é usado na maioria das competições, e, esse ano, nós resolvemos mudar para o chassi ART”, explicou.

“A cada ano nós tentamos equalizar ao máximo. Esse ano, nós achamos um carburador que não tem borboleta, então isso serve para equalizar ainda mais [as chances de todos]. O piloto que andou muito de kart e sabe carburar melhor pode ter uma vantagem em cima disso. Sem a borboleta pode ajudar os pilotos que não andam há muito tempo. Tudo isso é para deixar tudo ainda mais próximo”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube