Matrix Racing assume ponta na Granja Viana com 10h após queda de luz e paralisação

As últimas horas foram bastante tumultuadas na Granja Viana. Após 10 horas de bandeira verde, a corrida teve de ser paralisada pela falta de energia no kartódromo de Cotia. Com a nova relargada, a Matrix Racing assumiu a ponta da corrida

Dez horas já se passaram desde o início das 500 Milhas de Kart. Na Granja Viana, já na reta fina da disputa de longa duração, a corrida tem um novo líder, com a Matrix Racing assumindo a ponta do pelotão.
 
Uma grande mudança foi vista em relação às últimas horas da prova: quem estava antes na primeira colocação, o kart #2 da Shell Racing, caiu para o terceiro posto, sendo passando não apenas pelo ponteiro como também pelo colega #1 da equipe dos combustíveis.
 
Com a noite chegando no kartódromo de Cotia, no interior de São Paulo, a escuridão também se fez presente – literalmente. Assim que começou a escurecer, a corrida teve de ser paralisada por conta da falta de energia.
 
Isso obrigou a organização a realizar uma nova largada pouco depois das 19h. Com todos os karts reunidos, permitiu os ataques e, assim, fazer com que o #91, comandado por Gabriel Dias, se tornasse líder.
Marcos Alemão (Foto: Gabriel Pedreschi/Grande Prêmio)
O time DRC se colocou na quarta colocação, enquanto Barrichello Solar Gold #73 é quem fecha os cinco primeiros colocados da prova. O segundo carro da Matrix Racing, o #19, caiu posições e aparece apenas em nono.
 
Na categoria Light, quem vem no primeiro posto do pelotão é o Lazy Kart comandado por Peterson Souza Dias. FKart Ecobrisa e AWR Racing fecham o top-3 da classe.
 
Enquanto isso, um grande revés para a Scuderia GP, equipe do GRANDE PRÊMIO. Nas últimas horas, o kart #44 foi desclassificado por conta de uma falha na mangueira de combustível, enquanto o #125 precisou abandonar por problemas.
Scuderia GP, equipe do GP, conta com dois karts, #44 e #125, e onze pilotos: André Mansano, André Cunha, Alex Campo, Alfredo Salvaia, Elisson Gandolfo, Fabio Nakiri, Gustavo Ariel, Helio Jr, Marcelo Hayasaka, Marcos Alemão e Sidney Rogério.
 
Você acompanha a cobertura completa ‘in loco’ do GRANDE PRÊMIO com os repórteres Felipe Noronha, Gabriel Curty, Guilherme Bloisi, Nathalia De Vivo e os fotógrafos Gabriel Pedreschi e Rodrigo Berton.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube