Scuderia GP vê primeiro dia na Granja Viana com otimismo: “Bem empolgado”

Os pilotos da Scuderia GP terminaram o primeiro dia de atividades para as 500 Milhas de Kart com o otimismo em alta. Fechando o primeiro treino para a corrida na sexta posição, apontaram que faltam apenas ajustes finos para deixar o kart do jeito que querem

A Scuderia GP fez sua estreia nas 500 Milhas de Kart de 2019. Nesta quarta-feira (18), a equipe do GRANDE PRÊMIO participou do primeiro treino livre na Granja Viana e o clima de otimismo tomou conta do box.
 
A esquadra do site está disputando a classe Light mais uma vez. Com o tempo de 58s026, fechou o primeiro dia de atividades no kartódromo de Cotia com a sexta melhor marca da categoria – foi 44º na geral.
 
Quem entrou na pista nesta abertura de ensaios foram André Cunha, Alex Campo, Gustavo Ariel, Marcos Alemão e Sidney Rogério. Falando após o encerramento do dia, deram seus pitacos sobre o kart #125 e o time no geral.
 
“Achei o kart bom, mas dá para melhorar bastante ele, pois está muito pregado, como dizemos na nossa linguagem. Então vamos ter que ir soltando ele aos pouquinhos, o Rafa [acertador] e um grande mestre nisso daí, acho que vai dar para melhorar bastante”, falou Alemão.
Alex Campo (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
“Para amanhã queria que chovesse, mas agora que começamos a mexer no kart para seco não quero que chova mais. Expectativa é que o kart melhore um pouquinho para melhorarmos esse tempo”, continuou.
 
“Hoje foi minha primeira experiência na Copa GP, venho de outro campeonato, mas é uma experiência única. Estou supermotivado, superempolgado, hoje foi um dia mais para passar o kart mesmo, apesar de só estarmos com um kart, mas foi uma experiência única”, destacou Cunha.
 
“A meia dúzia de voltas que eu dei dividindo pista com Massa, pessoal que eu dei voltas junto não é todo dia que a gente tem essa oportunidade. Estou muito feliz, acho que nossa equipe esta muito forte para o campeonato”, seguiu.
 
“O kart não está tão regulado como estamos esperando, mas são pequenos ajustes que amanhã, ao longo do dia, deve resolver. Mas, no geral, a experiência foi muito boa”, completou.
 
“Foi sensacional. O primeiro que o kart está muito bom, segundo que o kart está muito bonito, terceiro que o macacão está muito bonito, então, hoje não choveu, conseguimos pegar a mão da pista e pegar o caminho do acerto do kart para sexta fazer uma boa classificação e sábado uma boa corrida”, disse Sidney.
Gustavo Ariel (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
“O ano passado já corri com vocês e esse ano estou novamente realizando esse sonho. Estava andando com Massa, Rubinho, então é uma sensação fantástica”, pontuou.
 
“Estamos evoluindo bastante o kart, já temos um meio caminho andado de um kart que eu gosto de pilotar. Lógico, não depende só de mim acertar o kart, mas temos um kart bem equilibrado. Acho que todo mundo que pilotou o kart hoje sentiu a mesma coisa, mas temos mais prós do que contras deixando esse primeiro dia”, apontou Ariel.
 
“Acho que amanhã vamos conseguir caminhar muito mais e achar os últimos pelinhos. Estamos andando bem, andamos sem vácuo e estamos andando bem, virando parecido com eles. Vamos trabalhar para brigar na Pro também porque na Light tá bem positivo”, sublinhou.
 
“Primeiro dia de treino é dia de testar muita coisa. Tivemos uma infelicidade que as mesas do kart não vieram, então só tivemos um kart na pista. Isso é bom por um lado porque focamos no desenvolvimento de um kart só e começamos a entender pilotos e como cada um guia e isso ajuda bastante. O kart é um kart bom, chassi não está torto, não tem nada grave”, opinou Alex.
O kart da Scuderia GP (Foto: Nathalia De Vivo/Grande Prêmio)
“Então agora é setup, ajuste fino, aperta um parafuso aqui, solta um ali. Fiz algumas voltas preservando equipamento, não pegando zebra, temos mais ou menos 18h, 20h de kart para andar com esse chassi, então ele precisa chegar vivo. Os preparadores estão mandando muito bem, estrutura facilita muito para nós ficarmos focados, sentar no kart de cabeça vazia, não aquela confusão do ano passado”, disse.
 
“Estou bem empolgado com o kart, é bem seguro de pista. Está um pouco duro de volante, vai cansar muito, sabemos que cada um vai fazer 1h20 em cada perna. Temos trabalho para fazer e temos 0s5 para tirar de setup e ajustes”, concluiu.
As 500 Milhas de Kart acontecem neste sábado (21), no Kartódromo da Granja Viana. Você acompanha a cobertura completa ‘in loco’ do GRANDE PRÊMIO com os repórteres Felipe Noronha, Gabriel Curty, Guilherme Bloisi, Nathalia De Vivo e os fotógrafos Gabriel Pedreschi e Rodrigo Berton.
 
A Scuderia GP, equipe do GP, conta com dois karts, #44 e #125, e onze pilotos: André Mansano, André Cunha, Alex Campo, Alfredo Salvaia, Elisson Gandolfo, Fabio Nakiri, Gustavo Ariel, Helio Jr, Marcelo Hayasaka, Marcos Alemão e Sidney Rogério.

#GALERIA(9994)
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube