Shell Fittipaldi ponteia primeiro terço das 500 Milhas de Kart. Scuderia GP vive drama

As primeiras quatro horas das 500 Milhas de Kart foram bem agitadas e com um grupo da frente sólido brigando pela ponta. Quem fechou o primeiro terço de prova na Granja Viana na frente foi o #1 da Shell Fittipaldi. A Scuderia GP teve novos problemas

A Shell Fittipaldi tomou a dianteira das 500 Milhas de Kart. Neste sábado (21), o time fechou o primeiro terço de prova na frente, com Felipe Baptista no volante do #1. No entanto, a disputa segue extremamente apertada com o #120 da Amcom, que vai com André Nicastro. Além de Baptista, Christian Fittipaldi, Vitor Meira, Danilo e Dennis Dirani, Rubens Carrapatoso e Diego Ramos também estão inscritos no kart #1.

Por mais que os dois ponteiros estejam mais destacados, há bem mais gente na briga. O #121 também da Amcom, o #301 da America Net e o #19 da Matrix, por exemplo, seguem fortes entre os primeiros colocados.

Quem comanda a categoria Light é a CKS, que ocupa ainda um ótimo 17º lugar geral. Carlos Eduardo Bonini fechou o primeiro terço no volante do kart #35.

O #1, líder das 500 Milhas (Foto: Gabriel Pedreschi / Grande Prêmio)

Para a Scuderia GP, foram horas ainda mais dramáticas. Na realidade, o #125 conseguiu ficar longe dos problemas e recuperar um pouco de terreno em um stint longuíssimo de Helio Jr, aparecendo em 55º.

 
Por outro lado, o #44, que parecia firme na luta pelos primeiros lugares na Light, teve uma quebra de motor que custou uma série de voltas e de posições, a ponto de cair até para trás do #125, em 56º. Na Light, o time é sexto e sétimo, respectivamente.
 
"O kart #44 estava bom. Saindo um pouco de frente, mas a pista muito quente, então a preparação física foi bem importante. Já no finalzinho, estava com uma dificuldade grande de andar, mas consegui quase tudo do tanque de combustível, só os líderes me passaram, acompanhamos bem o ritmo, foi uma perna muito boa", explicou Sidney.
O #125 conseguiu reagir (Foto: Gabriel Pedreschi/Grande Prêmio)
"Quando saí dos boxes, já notei uma queda considerável de potência, era motor. Isso foi seguindo nas curvas de baixa até quando ele girou em falso e aí travou. Acho que a embreagem estava colada, não tinha nem como fazer o kart pegar de novo. De guiar estava complicado, mas o motor estava bom, a gente estava bem nas retas. Agora, é rezar pras trocas darem resultado e que outras equipes tenham problemas, pensamento positivo porque está cedo ainda", falou Fabio Nakiri.
 
"O kart #125 está bom de motor, mas muito difícil de guiar, está saindo muito de frente. Não sei se é só pneu ou se alguma coisa da pancada da largada, mas perdi umas duas ou três voltas na curva do Coqueiro preso ali depois de bater, deu uma entortada na barra dianteira. O kart está bom de motor, mas muito difícil de pilotar, não sei ainda o que aconteceu", comentou André Mansano.
 
A Scuderia GP, equipe do GP, conta com dois karts, #44 e #125, e onze pilotos: André Mansano, André Cunha, Alex Campo, Alfredo Salvaia, Elisson Gandolfo, Fabio Nakiri, Gustavo Ariel, Helio Jr, Marcelo Hayasaka, Marcos Alemão e Sidney Rogério.
 
Você acompanha a cobertura completa ‘in loco’ do GRANDE PRÊMIO com os repórteres Felipe Noronha, Gabriel Curty, Guilherme Bloisi, Nathalia De Vivo e os fotógrafos Gabriel Pedreschi e Rodrigo Berton.
500 Milhas de Kart, Classificação geral após quatro horas:
 
1º- #1 Shell Fittipaldi (Felipe Baptista)
2º- #120 Amcom (André Nicastro)
3º- #121 Amcom (Enzo Prando)
4º- #301 Americanet KTF (João Cunha)
5º- #19 Matrix (Marcel Coletta)
6º- #85 Americanet KTF (Enzo Bortoleto)
7º- #213 Spirit (Rafael Morgenstern)
8º- #2 Shell Fittipaldi (Diego Ramos)
9º- #23 Legno (Lucca Zucchini)
10º- #980 MV (Luciano Viscardi)
55º – #125 SCUDERIA GP (Elisson Gandolfo)
56º – #44 SCUDERIA GP (Alex Campo)

Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube