Shell lidera maior parte da prova e faz dois pódios nas 500 Milhas

A Shell Fittipaldi foi a equipe que mais liderou as 500 Milhas de Kart da Granja Vina - mas problemas de quebra e no motor tiraram a vitória. Não os pódios, porém

As 500 Milhas de Kart da Granja Viana viram a Shell Fittipaldi com dois karts no pódio – não deu a vitória, mas foi o time que por mais tempo liderou a prova dentro das 12 horas de disputa.

Felipe Baptista, Vitor Meira e Danilo Dirani conduziram o #1, o que mais tempo passou na ponta, enquanto Dennis Dirani, Ruben Carrapatoso e Diego Ramos também passaram pela liderança com o #2.

O primeiro kart teve problema em uma das paradas longas (de 15 minutos) obrigatórias, com uma quebra do suporte da coroa. Já o segundo viu seu motor sofrer falhas durante a corrida.

O #1 da Shell Fittipaldi (Foto: José Mário Dias)

Mesmo assim, os pilotos celebraram os bons resultados: "Faltou só um pouco de sorte mesmo, estávamos muito rápidos com os dois karts. Descobrimos um probleminha e, após a última saída, o kart #2 melhorou muito. O kart #1 tinha tudo para ganhar, mas tivemos o problema no pit stop, mas a corrida foi sensacional. Foi muito bom participar disso, e mostramos para todos que éramos os mais rápidos da pista e estão todos cientes de que se não tivéssemos tido problemas, eles teriam bastante trabalho para conseguir a vitória", comentou Baptista.

"Na verdade faltou um pouquinho de sorte no kart #1, porque a velocidade estava sempre ali. No #2, achamos um defeito praticamente no fim, um problema no periférico do motor, achamos na última hora e meia, e depois o kart voava. Tive também um probleminha no freio e mesmo assim não teve prejuízo na corrida, fomos para trás porque faltava ritmo nele, esse ritmo que apareceu no fim. Não deu certo, mas deu pódio com os dois karts, foi bem bacana", comemorou Dennis Dirani.

Shell #2 na Granja Viana (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

"Para mim, não fez tanta diferença ficar fora da pista. É a minha equipe, todos trabalhamos juntos da melhor forma possível para conseguir o melhor resultado. Infelizmente esse ano não deu. Mostramos para todos que dominamos a prova inteira e tivemos um problema mecânico com 60% de corrida que acabou tirando a nossa oportunidade de vencer. Por outro lado, o kart que venceu não teve nenhum problema mecânico, então fez a lição de casa melhor do que nós. Como diria Juan Manuel Fangio, 'carreras son carreras', mas mostramos um kart bastante competitivo, e isso sem dúvida é muito importante. É virar a página para o ano que vem", concluiu Christian Fittipaldi, o comandante do sexteto.

As 500 Milhas de Kart da Granja Viana tiveram cobertura completa ‘in loco’ do GRANDE PRÊMIO com os repórteres Felipe Noronha, Gabriel Curty, Guilherme Bloisi, Nathalia De Vivo e os fotógrafos Gabriel Pedreschi e Rodrigo Berton.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube