Com Goiânia e Curvelo, Brasil entra na briga para sediar etapa final de campeonato de motos clássicas de 2016

O Brasil entrou na briga para sediar a etapa final da temporada 2016 do GP Clássico Internacional, categoria que reúne motor clássicas das décadas de 70 e 80 do Mundial de Motovelocidade. Circuitos de Goiânia e Curvelo disputam com a pista de Aragão o direito de receber a prova em outubro do próximo ano

O Brasil ainda não conseguiu assegurar o retorno da MotoGP ao país, mas pode voltar a ver as motos do Mundial de Motovelocidade em território nacional muito em breve. Os circuitos de Goiânia, em Goiás, e Curvelo, em Minas Gerais, entraram na briga com Aragão, na Espanha, para receber a etapa final da temporada 2016, em outubro, do GP Clássico Internacional, categoria que reúne motos clássicas das décadas de 70 e 80.
 
O GP Clássico Internacional é aberto a qualquer moto de GP das categorias 250cc e 350cc fabricadas entre janeiro de 1974 e dezembro de 1984. Criado pelo francês Eric Saul, o campeonato tem de seis a oito corridas em sua programação.
Bob Keller é o representante do Brasil na categoria (Foto: ICGP)

Em média, cerca de 40 motos alinham no grid em cada corrida. Todas elas, entretanto, devem ser motos originais, já que réplicas e motos de rua não são permitidas. As Yamaha TZ predominam, mas têm forte concorrência das Kawasaki KR, Chevallier, Rotax, Bimota, Egli, Harris e Spondon.
 
 Cada temporada tem entre cinco e oito etapas, cada uma com rodada dupla. A temporada de 2016 começará em Paul Ricard entre os dias 15 e 17 de abril. Depois, passará por Assen, Spa-Francorchamps, Rijeka, Mugello e Hockenheim, antes de chegar à última etapa, que poderá acontecer em Goiânia, Curvelo ou Aragão. 
 
Conhecida pela sigla ICGP, a competição, aliás, conta com um brasileiro em seu grid: Bob Keller, que fechou o ano com a terceira colocação na categoria 250cc com uma Yamaha TZ.
 
“Goiânia sediou GPs do Mundial de Motovelocidade na década de 1980, o que tem tudo a ver com o caráter histórico da categoria”, avaliou Keller. “Curvelo será inaugurado em 2016 e já nasce seguindo padrões de segurança modernos para a motovelocidade”, opinou. 
 
A programação da etapa brasileira inclui o resgate de uma parte da história do motociclismo no Brasil. Além da rodada dupla do ICGP, está prevista uma homenagem aos pilotos brasileiros que disputaram provas oficiais com Yamaha TZ, a moto mais importante do Mundial de Motovelocidade nas décadas de 1970 e 1980. Exposições de motos clássicas e caravanas de motociclistas também poderão acontecer. 
 
“O motociclismo tem uma história muito rica no Brasil. Queremos aproveitar esta prova para torná-la mais conhecida”, justificou Keller.
 
Além de piloto, Keller tem no currículo a estruturação do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil, campeonato que em 2015 completou dez anos de existência. No ICGP, Keller compete com uma Yamaha TZ 250. Seu melhor campeonato foi justamente o de 2015, em que terminou em terceiro lugar após as dez corridas realizadas em Paul Ricard, Estoril, Jerez de la Frontera, Mallory Park e Cadwell Park. 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n<e.length;n++)if(child=e[n],e[n].id.substr(0,t.length)==t)return e[n];for(var c=0,n=1;nc&&(c=e[n].offsetWidth);return c>80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

PADDOCK GP EDIÇÃO #11: ASSISTA JÁ

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube