FIM amplia suspensão de West por doping após participação no Superbike Brasil

A Federação Internacional de Motociclismo não deixou passar batida a participação do australiano e aplicou um novo período de seis meses de suspensão. O piloto foi afastado do esporte após testar positivo em um exame antidoping em 2018

Anthony West recebeu uma nova suspensão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo). A entidade máxima do esporte anunciou nesta quarta-feira (26) um gancho de mais seis meses após o australiano violar o período de inelegibilidade competindo no Superbike Brasil.

Em 2018, West testou positivo em um exame antidoping realizado na etapa de Misano do Mundial de Supersport. O piloto apelou à Corte Disciplinar, mas teve a suspensão mantida, já que a segunda amostra também deu positiva para substâncias adversas. Além disso, Anthony já tinha sido afastado do esporte por 18 meses em 2013 pela mesma razão.

Anthony West ganhou mais seis meses de suspensão por correr no Brasil (Foto: Divulgação)

Durante o julgamento da FIM pelo segundo caso, West levou uma testemunha que admitiu ter colocado cocaína em uma bebida sem o conhecimento do australiano. Jacobo Suárez, que se dizia um amigo, alegou que quis curar a tristeza do piloto em um encontro em um bar.

Ainda assim, Anthony foi suspenso por dois anos, ou seja, até 14 de setembro de 2020. No ano passado, porém, Anthony disputou algumas etapas do Superbike Brasil, que, na época, não era vinculado à CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo), o que tirava o campeonato do alcance da FIM.

Em junho de 2019, Anthony acusou a entidade de “destruir minha vida” após perder o patrocínio que garantia a participação no campeonato nacional com a equipe JC.

“Durante o período de inelegibilidade, o Sr. West participou de várias etapas do Campeonato Brasileiro de Superbike. A CDI [Corte Disciplinar Internacional] considerou que a participação do Sr. West no campeonato de motociclismo supracitado constitui uma violação da proibição da participação durante a inelegibilidade e impôs ao Sr. West um novo período de inelegibilidade de seis meses, começando em 15 de setembro de 2020 até 14 de março de 2021”, de acordo com o artigo 10.12.3 do CAD [Código Antidoping]”, disse a entidade em nota. “Uma apelação desta decisão pode ser registrada no Tribunal Arbitral do Esporte em até 21 dias”, seguiu.

Paddockast #75 | Thiago Camilo, maior vencedor da Corrida do Milhão
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube