Allmendinger surpreende e vence etapa caótica da Nascar no misto de Indianápolis

Uma grande surpresa marcou o desfecho da corrida em Indianápolis. Depois de duas prorrogações, uma delas após vários pilotos escaparem em um trecho danificado de zebra, Denny Hamlin foi tocado por Chase Briscoe. E AJ Allmendinger triunfou de forma improvável

Teve big one em circuito misto: eis o caos provocado por um dano na zebra na curva 6 (Vídeo: Reprodução)

A estreia da Nascar no circuito misto de Indianápolis foi memorável, acidentada, caótica e teve um desfecho ainda mais surpreendente. A divertida corrida no último domingo (16) ganhou ares de tensão quando uma zebra ficou danificada com o passar dos carros à altura da curva 6. Nas voltas finais, vários deles escaparam e rodaram, alguns até chegaram a bater, o que levou a direção de prova a acionar a bandeira amarela já no fim da corrida. Houve uma nova relargada depois que outros acidentes ocorreram, ali no mesmo setor. Depois de outra largada e a segunda prorrogação, Chase Briscoe tocou na traseira do então líder, Denny Hamlin. A vitória, então, caiu no colo de um herói improvável: AJ Allmendinger, da Kaulig Racing. Foi o segundo triunfo da carreira do californiano e o primeiro desde a etapa de Watkins Glen em 2014.

Veterano de 39 anos, Allmendinger há muito tempo prioriza a Xfinity Series. Nesta temporada, por exemplo, a prova em Indianápolis foi apenas a sua quarta na divisão principal da Nascar, sempre em circuitos mistos, onde reconhecidamente é um dos melhores do grid. No Circuito das Américas, em Austin, por exemplo, AJ terminou em quinto. Mas nada como a vitória consagradora e surpreendente do último domingo.

KAULIG RACING; AJ ALLMENDINGER; NASCAR; INDIANÁPOLIS;
A festa da Kaulig Racing com AJ Allmendinger em Indianápolis (Foto: Nascar)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

A imagem da festa de Allmendinger com os mecânicos da Kaulig Racing contrastava com a enorme decepção e irritação de Denny Hamlin, que tinha chances reais de vencer pela primeira vez nesta temporada, depois de ter sido tocado e rodado por Chase Briscoe. “Falta de consciência”, bradou o piloto da Joe Gibbs. “Não podemos correr assim. Concordo que não foi de propósito, mas minha equipe me disse que ele tinha uma punição a cumprir. Se você corta caminho e termina na liderança, então tem uma punição a cumprir. Não acho que ele fez isso na maldade. Já corri com ele há um ano, ele não é esse tipo de pessoa. Ele simplesmente julgou mal”, disse o piloto do carro #11.

Briscoe se defendeu e disse que não sabia que teria a punição a cumprir. “Se soubesse, nem precisava tentar ultrapassá-lo para vencer. Se soubesse disso antes, teria parado e seguido em frente. Pelo que entendi, naquele momento ainda poderia vencer a corrida e estava lutando por isso quando o acertei por acidente. Acho que, no fim das contas, ele meio que começou a entender”, salientou o competidor da Stewart-Haas. “Lamento que tenha arruinado o dia dele, nunca foi minha intenção. Não quero destruir ninguém pela vitória. Nunca fiz isso na vida”, garantiu Chase.

Depois de toda a balbúrdia que foram as voltas finais, AJ Allmendinger cruzou a linha de chegada com menos de 1s de vantagem para Ryan Blaney, da Penske. Kyle Larson, que despontava para vencer mais uma na temporada depois da primeira relargada, perdeu muitas posições, mas conseguiu se recuperar a ponto de terminar a prova em terceiro e, com o revés sofrido por Hamlin, agora é o piloto que mais somou pontos na temporada regular da Nascar, com 953, contra 931 do piloto da Joe Gibbs. Larson foi também o piloto que mais liderou voltas no domingo, 28, uma a mais que Hamlin, que ponteou a disputa por 27 giros. O vencedor da prova ocupou a ponta nas duas voltas finais, as mais importantes do domingo.

No fim das contas, Hamlin terminou apenas em 23º, enquanto Chase Briscoe escapou e foi declarado somente o 26º na prova.

Atual campeão, Chase Elliott ficou em quarto lugar, terminando assim à frente de Matt DiBenedetto. Kurt Busch foi o sexto, com Erik Jones em sétimo. Em oitavo, outra surpresa, JJ Haley, enquanto Austin Cindric e Ryan Newman completaram a relação dos dez primeiros colocados. Bubba Wallace foi o 13º, enquanto Daniel Suárez foi um dos pilotos que ficou pelo caminho diante dos muitos incidentes ao longo da prova.

A Nascar volta a acelerar no próximo domingo no superoval de Michigan para outra corrida que promete ser decisiva. Restam apenas duas etapas para a definição dos 16 pilotos que vão avançar para o playoff da temporada 2021.

RETROSPECTIVA ALFA ROMEO F1 2021: SABOR DE DECEPÇÃO E OLHO NO FUTURO

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar