Bowman vence em Martinsville, e Nascar define quatro finalistas para Phoenix

Em dia de nova treta na Nascar, Alex Bowman venceu em Martinsville depois de toque com Denny Hamlin no fim da prova. O revés não tirou o piloto do carro #11 da relação dos finalistas

David Vidales quase decola e acerta Dino Beganovic. Os dois pilotos, da Prema, abandonaram em Monza (Vídeo: FRECA)

Quatro homens e um destino. No último domingo (31), em Martinsville, a Nascar definiu os finalistas que vão lutar pelo título da temporada 2021 na corrida final do campeonato, em Phoenix, no próximo dia 7 de novembro. Kyle Larson, com duas vitórias nas últimas provas dos playoffs, já havia assegurado a passagem para a decisão. O piloto da Hendrick vai disputar a taça com Chase Elliott, atual campeão e seu companheiro de equipe, e dois competidores da Joe Gibbs: Denny Hamlin e Martin Truex Jr. A penúltima corrida do ano teve vitória de outro carro da Hendrick, de Alex Bowman, em dia de nova treta na Nascar.

No momento decisivo da corrida, o piloto do carro #48 lutou ferozmente pela primeira posição com Hamlin. Em uma das disputas entre os dois, Bowman tocou no Toyota #11 do competidor da Joe Gibbs, que foi parar no muro. Hamlin foi o segundo piloto que mais liderou voltas na corrida, 103, só atrás de Chase Elliott, com 289. Mas foi Alex Bowman, líder nas últimas sete voltas da prova, quem visitou o Victory Lane pela quarta vez na temporada.

WEB STORIES
+Randy Lanier: quem é o ex-piloto e ex-traficante retratado em série da Netflix

ALEX BOWMAN; NASCAR; MARTINSVILLE;
Alex Bowman venceu em Martinsville no fim de outubro (Foto: Nascar)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Hamlin despencou para 24º, mas conseguiu passar para a fase final da Nascar muito porque Bowman se manteve à frente e venceu, tirando a chance de quem ainda sonhava em ir para a decisão em Phoenix, como Kyle Busch e Brad Keselowski, segundo e terceiro, respectivamente.

Por sua vez, Chase Elliott, finalizou a disputa apenas em 16º, mas também conseguiu assegurar passagem para a decisão da temporada depois de vencer os dois primeiros segmentos da corrida.

Ao fim da corrida, quando o vencedor, antes de ir para o Victory Lane, tradicionalmente comemora com zerinhos na linha de chegada, Bowman foi confrontado por Hamlin, que acertou duas vezes o Chevrolet do piloto da Hendrick antes de ir para o seu caminho e demonstrar irritação.

O gesto de Hamlin foi vaiado pela torcida em Martinsville. O piloto criticou a postura de Bowman e cutucou o novo rival. “Ele é absolutamente inútil. Ele é espancado por seus companheiros de equipe em todas as semanas. Ele é simplesmente terrível”, disparou.

Por sua vez, o vencedor do domingo se defendeu. “Meu carro se mexeu. Eu o empurrei para fora e literalmente o deixei retomar a liderança. Para quem quiser pensar que estava tentando bater nele, obviamente não foi o caso, considerando que devolvi a liderança para ele. Tem o outro lado disso. Ele bateu contra as pessoas aqui para vencer. Odeio fazer isso. Claro que não quero acertar ninguém. Entrei [por dentro da curva], passei por ele e o fiz rodar”.

“Apesar de tudo, ganhamos um relógio de pêndulo [que é o troféu para o vencedor em Martinsville], o que é muito especial. Luto aqui há muito tempo. Obviamente, como disse, odeio termos colidido”, complementou Bowman.

O quarto colocado e o último a assegurar a ida para o top-4 que vai decidir o título em Phoenix foi Martin Truex Jr. O piloto do carro #19 da Joe Gibbs se sente um agraciado pela sorte por ter conseguido um lugar na final, já que na volta 478 das 501 em jogo, Truex foi acertado por Aric Almirola e jogado contra o muro.

“Não tenho a menor ideia como terminei em quarto. Vou comprar um bilhete de loteria quando for pra casa”, brincou.

Em contrapartida, Kyle Busch lamentou por não estar novamente na lista dos finalistas na decisão do título. Mesmo tendo terminado em segundo em Martinsville, o resultado não foi o suficiente. No fim das contas, o #18 atribui ter ficado fora da final ao desfecho da corrida passada, ao terminar em 28º no Kansas.

“Perdemos na semana passada. Simplesmente não era para ser. Obviamente, era o dia de Truex. No fim, tivemos uma oportunidade, que simplesmente não se concretizou. Apesar de tudo, estou orgulhoso do esforço que fizemos. Jogamos tudo hoje. Só temos de melhorar, incluindo todos nós, toda a equipe, para poder correr com os melhores e disputar o campeonato. Não vamos fazer isso neste ano”, lastimou.

William Byron finalizou a corrida de Martinsville em quinto, seguido por Aric Almirola e Kurt Busch. Erik Jones foi o oitavo, à frente de Chris Buescher e Joey Logano, o décimo.

No próximo domingo, 7 de novembro, Kyle Larson, Chase Elliott, Denny Hamlin e Martin Truex Jr. vão decidir o título da Nascar 2021 em Phoenix. Em resumo, qualquer um dos quatro que vencer a corrida no Arizona leva também a taça de campeão.

ANDRETTI -SAUBER NA F1: AFINAL, O ACORDO SAI OU NÃO? | GP às 10
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar