Elliott abre mão de #24 lendário de Gordon e corre com #9 a partir da temporada 2018 da Nascar. Hendrick aposenta #5

Chase Elliott, segundo colocado na atual temporada da Nascar, mudará de número na próxima temporada e pilotará o #9, que já foi utilizado por seu pai, Bill Elliott, na categoria. O famoso #24 ficará com William Byron, que subirá para a categoria vindo da Xfinity

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Nascar verá duas mudanças importantes na temporada 2018. Nada que influencie nos resultados na pista – ou, ao menos, pensam assim os que não acreditam em mística no esporte. É que a Hendrick confirmou que Chase Elliott, atual vice-líder da categoria, mudará de número, assim como seu futuro companheiro William Byron.

Elliott deixará de utilizar o #24, o qual usa há duas temporadas, para pilotar o carro #9 – de importância para sua família.

É que o #9 era utilizado por seu pai, Bill Elliott. O piloto já havia dirigido com o número na Xfinity. “Não sabia se um dia teria essa chance de novo. É importante para minha família e para todos lá na Geórgia (Estado natal), espero que os fãs fiquem animados com isso”, declarou.

Chase Elliott (Foto: Nascar Media)

Outra mudança é que o #5 pilotado por Kasey Kahne na Hendrick passará a ser o #24 – e, assim o futuro novato Byron pilotará o número imortalizado por Jeff Gordon, quatro vezes campeão da Nascar pilotando com o #24 da Hendrick.

“Não pensei que havia como ficar mais motivado, mas quando Rick Hendrick (dono da equipe) me ligou para avisar, tudo mudou. Tenho muito respeito por todos os pilotos que contribuíram para o sucesso do número 24”, disse Byron.

“Será muito divertido ver o que William fará ao pegar o #24, quero vê-lo mostrar do que é capaz”, disse o dono.

O número 5 de Kahne, porém, será aposentado. O número foi o primeiro a ser utilizado pela equipe, se mantendo na Nascar desde 1984. “Essa foi a parte mais difícil de nossa decisão”, lamentou Hendrick.

Kahne foi demitido da equipe após a vitória em Indianápolis, no começo do mês de agosto. Ele segue com o futuro aberto na categoria.

ALONSO COLHE O QUE PLANTA E FICA SEM NOVAS ALTERNATIVAS NA F1 PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube