Keselowski repete Talladega e vence etapa da Nascar em Daytona com sobras. Acidente envolve 19 carros

Do começo ao fim, Brad Keselowski dominou e não deu chances para qualquer zebra em Daytona. Trata-se da segunda vitória do #2 em um superspeedway na temporada, repetindo Talladega. A corrida foi marcada por um acidente de 19 carros

Tem gente que diz que corridas em superspeedways são uma loteria. Mas Brad Keselowski vem tratando de mostrar o contrário: em Daytona, o #2 repetiu a bela performance de Talladega, comandou a prova deste sábado (2) e levou a terceira vitória da temporada. O campeão de 2012, já garantido no Chase, segue mostrando que tem a velocidade para brigar pelo bi.
 
Em praticamente todas as relargadas Keselowski foi preciso, sempre evitando ataques alheios. Kyle Busch, frequentemente na segunda colocação, nada pôde fazer contra o bem acertado carro da Ford.
 
O mesmo vale para Trevor Bayne, que cresceu muito no fim e empacou no terceiro lugar. Joey Logano e Ricky Stenhouse Jr. completaram um top-5 dominado pela Ford.
Brad Keselowski (Foto: Nascar)
Como de praxe em Daytona, teve big-one. Jimmie Johnson começou tudo ao dar um totó na traseira de Jamie McMurray, que rodou e deu início a um acidente de 19 carros. Dentre os envolvidos estavam alguns protagonistas, como Kevin Harvick, Martin Truex Jr., Chase Elliott e Matt Kenseth. Alguns ainda voltaram à pista, mas já muitas e muitas voltas atrás.
 
A próxima etapa da Nascar será em Kentucky, marcada já para o fim de semana seguinte. Contanto com esta prova, restam apenas nove corridas antes da definição do Chase.

Saiba como foi a etapa de Daytona da Nascar

 
A chuva fina, marca registrada do começo da tarde na Florida, até ameaçou estragar a largada. Mas nem conseguiu: a pista secou rapidamente, com a prova começando pouco depois das 21h (de Brasília).
 
Greg Biffle, pole, não largou muito bem, permitindo que Carl Edwards levasse a liderança ainda na primeira volta. O #19 vinha acompanhado de Kyle Busch, agora em segundo.
 
Biffle logo perdeu o comando da linha de fora, agora nas mãos de Brad Keselowski. O piloto da Penske vinha ao lado de Edwards, ameaçando o líder. Seu problema era a falta de um carro veloz logo atrás, capaz de empurrar o #2 adiante.
 
Foi só na volta 8 que Biffle chegou mais perto, começando a ajudar Keselowski. Assim, o #2 tomou a ponta em definitivo. Atrás do #16 surgia Ricky Stenhouse Jr. em terceiro, provando a força da Roush no superspeedway.
 
Mais algumas voltas e Edwards caiu de vez. O #19 passou a ser sexto, permitindo que o trio de Fords tivesse uma briga monomarca. Aliás, quarteto da Ford: Joey Logano também chegou.
Kyle Busch brilhou com o carro reserva (Foto: Nascar)
A primeira bandeira amarela veio na volta 20. Landon Cassill estava lento na pista, claramente com problemas mecânicos. Todos foram aos boxes pela primeira vez no dia, com Keselowski saindo ainda líder. Biffle, Austin Dillon, Casey Mears e Kyle Busch fechavam o top-5. Jimmie Johnson recebeu uma punição por conta de irregularidades nos boxes.
 
Keselowski se deu bem na relargada. Não só saltou bem, mantendo a ponta, como também contou com Biffle em segundo. Dessa vez, todavia, Greg não estava se importando muito com camaradagem e partiu para a ultrapassagem, levando a ponta. Atrás vinham Truex Jr., Kyle Busch e Chris Buescher (!!!).
 
Na volta 32, Keselowski deu o troco e retomou a liderança. Mas é evidente que a briga ainda estava muito em aberto. Tanto que, em um piscar de olhos, Paul Menard surgiu em segundo.
 
Depois de alguns giros com carros andando em uma fila só, as coisas voltaram a se agitar. Jamie McMurray perdeu a paciência e foi pra cima junto de Logano, brigando pelo segundo posto. Ryan Blaney vinha logo atrás, enquanto Menard voltava a perder terreno.
 
Ao cabo de 63 voltas, o top-5 já havia mudado bastante: Keselowski, Logano, Blaney, Johnson e Kyle Larson. Foi nessa hora que a sequência de pits em bandeira verde começou, prometendo outra embaralhada na ordem.
 
E assim aconteceu: Keselowski, Kyle Busch e Logano se consolidaram como protagonistas da briga pela liderança, com o atual campeão assumindo a ponta. Brevemente: Denny Hamlin, até então sumido, veio e passou os três.
 
Depois da calmaria, o caos. O big-one marcou presença na volta 90, e fez uma enormidade de vítimas. Tudo começou quando Johnson deu um totó em McMurray, que saiu rodando e batendo em vários e vários carros. Além desses dois, Harvick, Truex Jr., Chase Elliott e Matt Kenseth foram alguns protagonistas envolvidos. Ao todo, 19 carros acabaram com pelo menos um arranhão.
 
Na relargada ficou claro que os pilotos não estavam aprendendo com o big-one. Logano e Kyle Busch foram para cima de Keselowski, tentaram levar a ponta e falharam. Ficava evidente, ao longo de todos o grid, o clima mais exaltado do que o normal.
 
Faltando 40 voltas para o fim, o top-5 continha Keselowski, Kyle Busch, Kurt Busch, Mears e Stenhouse Jr.
Faltando 40 voltas para o fim, o top-5 continha Keselowski, Kyle Busch, Kurt Busch, Mears e Stenhouse Jr.
 
Dez voltas depois, a terceira amarela do dia foi acionada. Dessa vez por conta de detritos. Nos boxes, pouco mudou: Keselowski e Kyle Busch seguiam sendo líderes. Na relargada os dois voltaram a se bicar, andando lado a lado, até o piloto da Penske levar a melhor.
 
Keselowski posto de lado, a briga vinha sendo intensa pelas outras posições do top-10. Com 15 voltas para o fim já era hora de tentar novas linhas, novas táticas para ganhar posições.
 
Nesse processo de reconhecimento, Stewart se perdeu. Agora com uma vitória no bolso e precisando de pontos, o #14 rodou sozinho e levou mais quatro juntos: Ryan Blaney, Trevor Bayne, Mears e Edwards acabaram com danos, em maior ou menos escala.
 
Keselowski foi preciso na relargada, sustentando a liderança. Mas isso nem fez tanta diferença: mais atrás, AJ Allmendinger se enroscou com Edwards e Blaney, trazendo mais uma amarela.

A última relargada seria com prorrogação. Apenas duas voltas para que os ponteiros tentassem algo contra Keselowski. Bem que se tentou, mas nada foi alcançado: Kyle Busch foi de lá para cá, mas só conseguir assistir o #2 vencer de camarote.

1 2 BRAD KESELOWSKI EUA PENSKE FORD 160 voltas  
2 18 KYLE BUSCH EUA JOE GIBBS TOYOTA +0.159  
3 6 TREVOR BAYNE EUA ROUSH FENWAY FORD +0.266  
4 22 JOEY LOGANO EUA PENSKE FORD +0.298  
5 17 RICKY STENHOUSE JR. EUA ROUSH FENWAY FORD +0.432  
6 42 KYLE LARSON EUA GANASSI CHEVROLET +0.439  
7 3 AUSTIN DILLON EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +0.503  
8 16 GREG BIFLE EUA ROUSH FENWAY FORD +0.576  
9 15 CLINT BOWYER EUA H SCOTT CHEVROLET +0.597  
10 95 MICHAEL McDOWELL EUA LEAVINE CHEVROLET +0.605  
11 98 COLE WHITT EUA PREMIUM CHEVROLET +0.671  
12 13 CASEY MEARS EUA GERMAIN CHEVROLET +0.684  
13 47 AJ ALLMENDINGER EUA JTS DAUGHERTY CHEVROLET +0.704  
14 21 RYAN BLANEY EUA WOOD BROTHERS FORD +0.755  
15 43 ARIC ALMIROLA EUA RICHARD PETTY FORD +0.778  
16 23 DAVID RAGAN EUA BK TOYOTA +0.806  
17 11 DENNY HAMLIN EUA JOE GIBBS TOYOTA +0.821  
18 31 RYAN NEWMAN EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +0.972  
19 35 DAVID GILLILAND EUA FRONT ROW FORD +0.991  
20 46 MICHAEL ANNETT EUA H SCOTT CHEVROLET +2.625  
21 88 DALE EARNHARDT JR. EUA HENDRICK CHEVROLET +3.275  
22 55 REED SORENSON EUA PREMIUM CHEVROLET +7.024  
23 41 KURT BUSCH EUA STEWART-HAAS CHEVROLET +7.132  
24 32 BOBBY LABONTE EUA GO F A S FORD +1 volta  
25 19 CARL EDWARDS EUA JOE GIBBS TOYOTA +6 voltas  
26 14 TONY STEWART EUA STEWART-HAAS CHEVROLET +13 voltas NC
27 10 DANICA PATRICK EUA STEWART-HAAS CHEVROLET +31 voltas NC
28 20 MATT KENSETH EUA JOE GIBBS TOYOTA +34 voltas NC
29 78 MARTIN TRUEX JR. EUA FURNITURE ROW TOYOTA +34 voltas NC
30 5 KASEY KAHNE EUA HENDRICK CHEVROLET +39 voltas NC
31 38 LANDON CASSILL EUA FRONT ROW FORD +42 voltas  
32 24 CHASE ELLIOTT EUA HENDRICK CHEVROLET +48 voltas NC
33 83 MATT DIBENEDETTO EUA BK TOYOTA +52 voltas NC
34 1 JAMIE McMURRAY EUA GANASSI CHEVROLET +70 voltas NC
35 48 JIMMIE JOHNSON EUA HENDRICK CHEVROLET +72 voltas NC
36 27 PAUL MENARD EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +72 voltas NC
37 44 BRIAN SCOTT EUA RICHARD PETTY FORD +72 voltas NC
38 7 REGAN SMITH EUA TOMMY BALDWIN CHEVROLET +72 voltas NC
39 4 KEVIN HARVICK EUA STEWART-HAAS CHEVROLET +72 voltas NC
40 34 CHRIS BUESCHER EUA FRONT ROW FORD +72 voltas NC
 
PADDOCK GP #35 DEBATE MOTOGP, STOCK CAR E FAZ PRÉVIA DA F1 E FINAL DA F-E

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar