Larson vence no roval de Charlotte, e Nascar define mais quatro eliminados nos playoffs

Kyle Larson e a Hendrick fizeram grande trabalho e se recuperaram depois de um problema na correia do alternador. O piloto venceu pela sétima vez na temporada da Nascar. A corrida teve mais um capítulo da rivalidade entre Kevin Harvick e Chase Elliott

Sergio Pérez e Lewis Hamilton travaram grande duelo no GP da Turquia (Vídeo: F1)

Kyle Larson venceu pela sétima vez na temporada da Nascar — oitava se contabilizada a All Star Race — com grande reação nas voltas finais na etapa do roval de Charlotte no último domingo (10). No traçado composto por trechos de misto e de oval, o piloto do carro #5 da equipe Hendrick sofreu com problemas na correia do alternador e quase se viu fora da corrida. Mas o time fez adotou a estratégia de resolver o problema a cada pit-stop: primeiro, com a troca de bateria, e depois nos reparos no alternador.

Larson assumiu a liderança na relargada durante a volta 102 ao passar Denny Hamlin. Daí em diante, não foi mais superado. O piloto que mais venceu corridas na temporada só liderou as últimas oito voltas — de um total de 109 na corrida — para triunfar novamente, ficando 0s782 à frente de Tyler Reddick, da Richard Childress, o segundo colocado. Chris Buescher, da equipe Roush Fenway, foi o terceiro, seguido por Kyle Busch e Denny Hamlin, dois dos pilotos da Joe Gibbs que fecharam a relação dos cinco primeiros.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

KYLE LARSON; VITÓRIA; ROVAL; CHARLOTTE;
Kyle Larson venceu pela sétima vez na temporada 2021 da Nascar (Foto: Team Hendrick)

A conquista em Charlotte foi considerada improvável pelo próprio Larson em razão de todos os problemas enfrentados no domingo.

 “Eu não vi a gente ganhando. Não me senti muito bem no começo. Mudamos algumas coisas, e a equipe fez um bom trabalho ao me informar o que fazer dentro do cockpit para melhorar. Naquele momento, percebi que minha bateria estava ficando fraca. Aí, pensei: ‘Cara, não vou ser eliminado dos playoffs assim, né?’. Não parecia muito bom. Felizmente, todos em nosso carro #5 fizeram um bom trabalho para manter a calma”, explicou.

“Cliff [Daniels, chefe dos mecânicos], como sempre, fez um ótimo trabalho ao me informar o que estava acontecendo, trocando a bateria, o alternador, o que fosse para colocar nossa bateria para funcionar. Tive de me manter calmo no tráfego, e aí tivemos algumas boas relargadas lá no fim. Foi uma corrida divertida e muita loucura durante o dia inteiro”, completou.

Quem não teve motivos para comemorar foi Kevin Harvick. Em novo capítulo da recém-nascida rivalidade com o atual campeão da Nascar, Chase Elliott, o veterano acertou a traseira do Chevrolet Camaro #9 da Hendrick, que bateu no muro e teve a parte traseira do carro bastante danificada. Voltas depois, com o carro ainda bastante avariado, Elliott viu bem de perto o erro que custou a eliminação de Harvick dos playoffs. O piloto da Stewart-Haas perdeu o ponto de frenagem em uma das chicanes e acertou em cheio a barreira de proteção.

Ao fim da corrida, Elliott, que terminou em 12º, cutucou o novo rival e desejou a Harvick uma “feliz eliminação da temporada e um feliz Natal”.

Avançaram para a nova fase dos playoffs, além de Larson e Elliott, também Denny Hamlin, Joey Logano, Ryan Blaney, Kyle Busch, Brad Keselowski e Martin Truex Jr.

Em contrapartida, foram eliminados, além de Harvick, Christopher Bell, Alex Bowman e William Byron, os dois últimos pilotos também da Hendrick, a equipe dominante na temporada. Curiosamente, Byron foi o piloto que mais liderou voltas na corrida, 30 giros, mas enfrentou problemas ao ser tocado por Tyler Reddick antes da entrada da chicane. O piloto do carro #24 ficou lento ao passar reto pelo trecho e perdeu posições.

No fim da corrida, o piloto estava em terceiro depois de grande recuperação, mas cometeu outro erro e bateu no muro na penúltima volta. Byron precisava de uma vitória para avançar, mas como terminou apenas em 11º, ficou oficialmente eliminado da fase decisiva da Nascar.

Com os oito finalistas definidos, a Nascar vai ao Texas Motor Speedway para a etapa no próximo domingo, 17 de outubro. Em seguida, o calendário reserva ainda as corridas nos ovais de Kansas, em 24 de outubro, e de Martinsville, uma semana depois. A temporada 2021 da Nascar se encerrará em 7 de novembro com a grande final e a definição do campeão, em Phoenix.

F1 NA TURQUIA: BOTTAS LEVA NA TURQUIA E VERSTAPPEN RETOMA PONTA. HAMILTON É 5º

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar