Logano leva a melhor nas relargadas em Michigan e alcança primeira vitória do ano. Elliott brilha e é 2º

Joey Logano dominou a etapa de Michigan e encerrou o jejum de vitórias na Nascar. Chase Elliott acabou em segundo, seu melhor resultado na categoria, mas acabou com um gosto amargo: o #24 colocou tudo a perder nas relargadas ruins

Depois de Martin Truex Jr. e Kurt Busch, chegou a vez de Joey Logano encerrar o jejum de vitórias. Neste domingo (12), o piloto da Penske foi dominante em Michigan e partiu para o Victory Lane. É inegável que o #22 estava com um bom acerto, mas Logano precisou brilhar nas relargadas para superar o veloz Chase Elliott.
 
Ao todo, foram 139 voltas com Logano na liderança. O número serve para mostrar que, do começo ao fim, o #22 tinha o melhor dos carros. Todos aqueles que tentaram atacar o piloto da Penske acabaram pecando pela inconstância.
 
Elliott acabou em segundo. Mas é inegável que o resultado vem com um gosto amargo: o #24 liderou boa parte da prova, mas pôs tudo a perder quando errou a marcha em uma relargada.
Joey Logano (Foto: Nascar)
Kyle Larson foi terceiro, somando pontos cruciais na busca por uma vaga no Chase da Nascar. Brad Keselowski e Kevin Harvick fecharam o top-5.

Saiba como foi a etapa de Michigan da Nascar

 
A largada de Joey Logano foi muito ruim. Da primeira posição, o #22 caiu para quarto. Martin Truex Jr., Denny Hamlin e Tony Stewart apareciam na sua frente. Por causa da saída ruim do piloto da Penske, os primeiros colocados acabaram se aproximando muito mais do que o bom senso indicaria.
 
Logano começou a recuperar posições em seguida. Stewart havia sido ultrapassado, depois foi a vez de Hamlin. Mesmo assim, o #22 já estava 1s2 atrás de Truex Jr.
 
Mesmo assim, o #22 acabou com a vantagem em dois toques. Já na volta 14, Logano passou Truex Jr. com facilidade ímpar. E começava a abrir. Atrás, Stewart, Hamlin e Kyle Larson fechavam o top-5.
 
Com 20 voltas, os dois já estavam muito próximos, uma vez mais. Truex Jr. foi capaz de reagir e já ameaçava uma ultrapassagem – mas sem concretizar uma manobra.
 
O ciclo de pits em bandeira verde começou na volta 40. E foi aí que a ultrapassagem veio: Truex Jr. parou duas voltas antes de Logano e tomou a posição. Só não levou a liderança por causa de Keselowski: o #2 seguia na pista aproveitando cada gota de combustível.
 
Até que as gotas acabaram: na volta 46, o #2 começou a entrar em pane seca. Simultaneamente, Truex Jr. tocou no retardatário Clint Bowyer e rodou. A bandeira amarela foi acionada, salvando a pele de Keselowski. Durante a intervenção, o #78 precisou fazer um pit-stop extra, caindo para 28º.
 
Na relargada, Logano e Hamlin mantiveram as duas primeiras posições. Enquanto isso, Larson ultrapassava Stewart.
 
Em seguida, drama para Kyle Busch. Depois de um leve contato com o muro, o assoalho do carro começou a pegar fogo. Isso mesmo: soltando óleo, fumaça e pegando fogo. A situação era perigosa, já que a fumaça estava entrando no cockpit. O #18 escapou sem maiores problemas, mas era fim de prova.
Joey Logano comanda a largada em Michigan (Foto: Nascar)
A bandeira amarela foi necessária, evidentemente. A relargada foi um pouco caótica: Logano manteve a liderança, enquanto Hamlin aparecia apenas em décimo. Elliott tomou o segundo lugar com Newman e Stewart pouco atrás, todos beneficiados pela largada ruim de Larson, agora sexto.
 
Na volta seguinte, problemas para Dale Jr. O #88 bateu sozinho no muro externo, rodando em seguida e causando outra amarela. AJ Allmendinger também foi afetado pelo auê.
 
A nova relargada veio e, novamente, Logano foi perfeito. Elliott não foi capaz de acompanhar o #22, mas pelo menos abria sobre Stewart. Larson e Newman fechavam o top-5 com 70 voltas.
 
As diferenças entre os pilotos do top-5 estavam ficando muito grandes. Logano tinha 2s sobre Elliott, que tinha 1s sobre Stewart, que tinha 1s sobre Larson.
 
Mais alguns giros e os líderes foram para os boxes, em outra sequência de pits em bandeira verde. Foi aí que Larson tomou o terceiro lugar de Stewart. Mais um pouco e, na volta 101, Jeffrey Earnhardt bateu no muro, trazendo a amarela.
 
A bandeira verde veio pouco depois e, após duas voltas, voltou a ser substituída pela amarela. Novamente por conta de Jeffrey, agora com um carro em chamas.
Chase Elliott (Foto: Nascar)
Depois de um longo período par limpar a sujeira e Jeffrey, a relargada veio. Elliott, dessa vez, se deu muito bem e roubou a liderança de Logano. Stewart passou Larson, enquanto Keselowski se consolidava em quinto.
 
Dessa vez Logano não era capaz de apresentar o mesmo ritmo de Elliott. Por algum motivo, o piloto da Penske logo ficou 2s atrás. Na verdade, era hora de Joey se preocupar com Larson, em terceiro e se aproximando.
 
Larson, aliás, foi beneficiado por uma súbita perda de ritmo de Stewart. Em questão de voltas, o #14 caiu para sexto.
 
A sexta bandeira amarela foi acionada com 52 voltas para o fim. Regan Smith havia furado um pneu, deixando detritos na pista. Nos boxes, Elliott manteve a liderança sobre Logano.
 
Depois de tanto acertar, Elliott fez uma relargada miserável. O #24 errou uma marcha, segurando muito Johnson, logo atrás. Assim, o trio da outra linha de pilotos ocupou o top-3: Logano, Keselowski e Larson. Chase surgia apenas em quarto.
 
Instantes depois, um acidente de maiores proporções no fundo do grid. Casey Mears, Danica Patrick e Brian Scott se enroscaram, trazendo mais uma amarela.
 
Keselowski partiu para a ofensiva na relargada e acabou se dando mal. O carro do #2 ficou instável na tentativa de ultrapassagem, resultando em uma grande perda de posições, caindo para quinto. Logano manteve a liderança, portanto, e agora com Elliott e Kevin Harvick logo atrás.
 
Em seguida, o quê? Isso mesmo, outra amarela: Greg Biffle perdeu a frente do carro, indo contra o muro externo. Enquanto isso, Johnson era tocado por Trevor Bayne, incidente que danificou a traseira do #48.
 
A enésima relargada veio faltando 32 voltas para o fim. Logano manteve a vantagem sobre Elliott, mesmo que por pouco. As voltas passavam e o #22 começou a abrir uma vantagem confortável sobre seus adversários: 1s2.
 
Enquanto Larson mantinha o terceiro lugar, a briga pelas últimas duas posições no top-5 esquentava: Harvick foi superado por Stewart, mas em seguida os dois foram ultrapassados por Carl Edwards.
 
Faltavam 20 voltas e Logano seguia com pouco mais de 1s de vantagem sobre Elliott. Parecia que a vitória estava nas mãos. Isso até Hamlin furar um pneu, bater com força e exigir uma nova amarela.

Mesmo com a imprevisibilidade de uma nova relargada pela frente, pouco mudou. Logano foi certeiro novamente, abrindo sobre Elliott e assegurando o primeiro triunfo de 2016.

1 22 JOEY LOGANO EUA PENSKE FORD 200 voltas  
2 24 CHASE ELLIOTT EUA HENDRICK CHEVROLET +0.889  
3 42 KYLE LARSON EUA GANASSI CHEVROLET +3.069  
4 2 BRAD KESELOWSKI EUA PENSKE FORD +3.901  
5 4 KEVIN HARVICK EUA STEWART-HAAS CHEVROLET +4.775  
6 19 CARL EDWARDS EUA JOE GIBBS TOYOTA +5.298  
7 14 TONY STEWART EUA STEWART-HAAS CHEVROLET +6.144  
8 3 AUSTIN DILLON EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +6.966  
9 1 JAMIE McMURRAY EUA GANASSI CHEVROLET +7.537  
10 41 KURT BUSCH EUA STEWART-HAAS CHEVROLET +7.729  
11 31 RYAN NEWMAN EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +8.606  
12 78 MARTIN TRUEX JR. EUA FURNITURE ROW TOYOTA +8.979  
13 5 KASEY KAHNE EUA HENDRICK CHEVROLET +9.848  
14 20 MATT KENSETH EUA JOE GIBBS TOYOTA +10.846  
15 6 TREVOR BAYNE EUA ROUSH FENWAY FORD +11.394  
16 48 JIMMIE JOHNSON EUA HENDRICK CHEVROLET +11.979  
17 21 RYAN BLANEY EUA WOOD BROTHERS FORD +12.226  
18 27 PAUL MENARD EUA RICHARD CHILDRESS CHEVROLET +12.494  
19 16 GREG BIFLE EUA ROUSH FENWAY FORD +12.767  
20 34 CHRIS BUESCHER EUA FRONT ROW FORD +12.854  
21 10 DANICA PATRICK EUA STEWART-HAAS CHEVROLET +12.941  
22 23 DAVID RAGAN EUA BK TOYOTA +14.106  
23 15 CLINT BOWYER EUA H SCOTT CHEVROLET +14.621  
24 95 TY DILLON EUA LEAVINE CHEVROLET +14.976  
25 38 LANDON CASSILL EUA FRONT ROW FORD +15.295  
26 43 ARIC ALMIROLA EUA RICHARD PETTY FORD +15.474  
27 55 COLE WHITT EUA PREMIUM CHEVROLET +16.114  
28 46 MICHAEL ANNETT EUA H SCOTT CHEVROLET +19.788  
29 17 RICKY STENHOUSE JR. EUA ROUSH FENWAY FORD +1 volta  
30 30 JOSH WISE EUA MOTORSPORT GROUP CHEVROLET +3 voltas  
31 98 REED SORENSON EUA PREMIUM CHEVROLET +6 voltas  
32 13 CASEY MEARS EUA GERMAIN CHEVROLET +11 voltas  
33 11 DENNY HAMLIN EUA JOE GIBBS TOYOTA +12 voltas NC
34 83 MATT DIBENEDETTO EUA BK TOYOTA +15 voltas  
35 7 REGAN SMITH EUA TOMMY BALDWIN CHEVROLET +21 voltas  
36 44 BRIAN SCOTT EUA RICHARD PETTY FORD +46 voltas  
37 32 JEFFREY EARNHARDT EUA GO F A S FORD +99 voltas NC
38 47 AJ ALLMENDINGER EUA JTS DAUGHERTY CHEVROLET +138 voltas NC
39 88 DALE EARNHARDT JR. EUA HENDRICK CHEVROLET +139 voltas NC
40 18 KYLE BUSCH EUA JOE GIBBS TOYOTA +148 voltas NC

PADDOCK GP #32 DEBATE MotoGP, F1, INDY E STOCK CAR

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube