Larson vence etapa de Bristol marcada por treta entre Elliott e Harvick na Nascar

Na prova que marcou a definição dos 12 pilotos que avançaram à próxima fase dos playoffs, Kyle Larson venceu após desfecho polêmico. O piloto do carro #5 foi ajudado por Chase Elliott, que segurou Kevin Harvick. O veterano ficou enfurecido com o atual campeão

Imagens do forte acidente que marcou a largada da Stock Car em Goiânia (Vídeo: Stock Car)

Kyle Larson venceu mais uma em 2021 na Nascar. O piloto da Hendrick, campeão da temporada regular, visitou o Victory Lane pela sexta vez no ano ao triunfar na etapa realizada no oval de meia milha (ou cerca de 800 m de extensão) de Bristol, no Tennessee, na noite do último sábado (18). A vitória do carro #5 veio com um pouco de polêmica em razão do jogo de equipe protagonizado por Chase Elliott, atual campeão e companheiro de equipe de Larson na Hendrick, que segurou Kevin Harvick nas voltas finais e atrapalhou a luta do veterano pela vitória. Com direito até a dedo em riste, os dois discutiram pouco depois da corrida.

A corrida teve três protagonistas: Larson, que liderou 175 voltas; Elliott, com 129 giros na frente; e Harvick, com 71.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

KYLE LARSON; VITÓRIA; BRISTOL; NASCAR; NASCAR 2021;
Kyle Larson conquistou a vitória em etapa marcada por polêmica em Bristol (Foto: Team Hendrick)

Foi justamente na disputa pela liderança que Harvick e Elliott se estranharam pela primeira vez. Já na fase final da corrida, na volta 465 de um total de 500 o piloto da Stewart-Haas jogou o atual campeão no muro com força. O impacto resultou em um pneu furado no carro de Elliott, que por conta do incidente perdeu três voltas e qualquer chance de triunfar.

Elliott voltou dos boxes para a pista logo atrás de Harvick, mas tinha desempenho muito melhor por conta dos pneus novos e fez a ultrapassagem sobre o adversário, descontando assim uma volta sobre o então líder. Desde então, Chase assumiu a linha adotada por Harvick na pista, e os dois chegaram a tocar seus respectivos carros. Com isso, Larson, que vinha em segundo, se aproximou volta a volta.

CHASE ELLIOTT; KEVIN HARVICK; DISCUSSÃO; BRISTOL; NASCAR; NASCAR 2021;
Chase Elliott e Kevin Harvick quase chegaram às vias de fato em Bristol (Foto: Nascar)

Com apenas três giros para o fim da corrida, Larson colocou o carro por dentro, aproveitou o tráfego gerado por Elliott e passou Harvick. Os dois chegaram a se tocar, mas o grande nome da Nascar em 2021 resistiu e manteve a ponta até o fim para confirmar sua sexta vitória no ano, a sétima quando contabilizada também a All Star Race.

Em chegada extremamente apertada, Larson chegou à frente de Harvick por apenas 0s227, enquanto William Byron, também da Hendrick, foi o terceiro, somente 0s412 atrás do vencedor. Ryan Blaney, da Penske, foi o quarto, seguido por Alex Bowman, mais um piloto da Hendrick.

Brad Keselowski, também da Penske, foi o sexto, à frente de Martin Truex Jr., da Joe Gibbs. Rick Jones, da Richard Petty, foi o oitavo, enquanto Denny Hamlin, da Joe Gibbs, e Matt DiBenedetto, da Wood Brothers, fecharam a lista dos dez primeiros. Elliott, no fim das contas, terminou em 25º, três voltas atrás do vencedor.

PLAYOFFS; NASCAR; CLASSIFICADOS;
A fase dos playoffs afunila com os 12 classificados à próxima fase em 2021 (Arte: Nascar)

Dentre os pilotos nos playoffs, quatro foram eliminados: Aric Almirola, Tyler Reddick, Kurt Busch e Michael McDowell. Da mesma forma, avançam para a próxima fase, pela ordem: Larson, Truex Jr., Hamlin, Blaney, Harvick, Joey Logano, Keselowski, Elliott, Alex Bowman, Christopher Bell, Kyle Busch e Williams Byron.

Sem descanso, a Nascar segue para a 30ª etapa da temporada 2021 e viaja para Nevada para acelerar no oval de Las Vegas no próximo domingo, 26 de setembro.

O QUE É O HALO, COMO PROTEGEU HAMILTON NA F1 E QUEM É SEU ‘AVÔ’ BRASILEIRO

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar