Nascar

Nascar reformula calendário para 2020 e anuncia Phoenix como novo palco da decisão do título

Homestead encerrava temporadas da Nascar desde 2002, mas perdeu o trono. Agora, de 2020 em diante, cabe a Phoenix a honra de receber a decisão dos playoffs. O calendário recebeu mudanças profundas, como a introdução de rodada dupla em Pocono

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
A tradição recente da Nascar de decidir títulos em Homestead chegou ao fim. A categoria anuncia nesta terça-feira (26) um calendário repleto de mudanças na ordem das provas, com a principal delas sendo a promoção de Phoenix ao posto de decisão do campeonato de 2020 em diante.
 
Homestead não somente perde a decisão do título como deixa por completo a fase dos playoffs. A corrida de Miami passa a ser a sexta, em março de 2020, ainda na primeira metade da temporada regular.
 
A temporada regular, aliás, também é reformulada: a última corrida antes dos playoffs, justamente a que define as últimas vagas em aberto, passa a acontecer em Daytona. Para tal, a corrida de 400 Milhas deixa a vaga tradicional de julho para acontecer em agosto.
 
As mudanças continuam. Outra novidade no calendário é a introdução de um formato inédito no calendário da Nascar, o fim de semana com rodada dupla. Pocono vai ter corridas da divisão principal nos dias 27 e 28 de junho, ao invés de ter datas separadas em meses diferentes da temporada. As duas corridas coladas uma na outra permitem que o campeonato tome duas semanas de ‘férias’ entre o fim de julho e o começo de agosto, atendendo desejos da NBC – a TV americana tem direitos de transmissão das Olimpíadas de Tóquio, que tomam de assalto a grade das semanas em questão.
Phoenix passa a fechar a temporada da Nascar (Foto: Nascar Media)
No fim do ano, Darlington e Bristol passam a ter corridas válidas pelos playoffs. Charlotte também é ‘promovida’, com a etapa do roval deixando de ser a decisão da primeira eliminatória para ser a da segunda.
 
“Os fãs e a indústria como um todo foram bastante expressivos sobre o desejo de ter mudanças profundas no calendário, e o formato de 2020 é o reflexo dos nossos esforços para agir de acordo com esse feedback”, disse Steve O’Donnell, vice-presidente executivo da Nascar. “Essas mudanças são resultado de um consenso inédito com as pistas e nossos parceiros de transmissão, algo que esperamos que continue em 2021 e além”, encerrou.
 
O que não muda em 2020 é o começo da temporada, que segue em Daytona em fevereiro, no dia 16.