Stewart-Haas entra na justiça contra patrocinador de Danica por quebra de contrato e falta de pagamento

A patrocinadora Nature’s Bakery, que enfrenta problemas financeiros, deixou de realizar pagamentos referentes ao patrocínio de Danica Patrick em 2016. Depois, decidiu encerrar o acordo. Foi suficiente para fazer a Stewart-Haas entrar na justiça

 
Às vésperas do início da temporada 2017 da Nascar, a Stewart-Haas se deparou com uma bomba no colo. A Nature’s Bakery, principal patrocinadora de Danica Patrick, optou por romper o contrato vigente – mas sem quitar pagamentos relacionados ao final de 2016. Assim, a escuderia optou por entrar na justiça contra a empresa.
 
Ao assinar contrato com a Stewart-Haas, a Nature’s Bakery havia se comprometido a pagar $ 15 milhões – aproximadamente R$ 47 milhões – por temporada. O problema é que a empresa, uma confeitaria especializada em produtos naturais, está enfrentando problemas financeiros e já vinha expressando o desejo de diminuir a cota de patrocínio investida.
 
A situação não melhorou e, em 19 de janeiro, a Nature’s Bakery optou por encerrar o acordo com Danica e a Stewart-Haas. O problema é que o vínculo foi encerrado sem um acerto a respeito de pagamentos do segundo semestre de 2016.
Danica Patrick e o carro da Nature's Bakery (Foto: Nascar Media)
O entrave judicial representa um verdadeiro problema para Danica. A Nature’ Bakery tinha contrato para patrocinar Patrick em 20 das 36 corridas do calendário. Agora que a companhia pulou fora, uma das grandes personalidades da Nascar se vê sem patrocinador para mais da metade do calendário. Ainda não é certo se a Stewart-Haas vai buscar um novo patrocinador ou remanejar os atuais – Aspen Dental, TaxACT, Mobil1 e Code3 Associates.
 
De um jeito ou de outro, não é exagero dizer que a permanência de Danica no carro #10 passa a ficar ameaçada. Sem resultados brilhantes na Nascar – o melhor resultado em 2016 foi um 11º lugar em Charlotte –, a pilota depende muito dos patrocinadores para se manter em um carro de ponta.
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube