2º colocado nas 24 Horas de Le Mans de 1978, Guaraná Menezes morre aos 64 anos por falência múltipla dos órgãos

Alfredo Guaraná se preparava para um transplante de fígado, mas foi vítima de uma infecção. O quadro só se agravou, resultando em falência múltipla dos órgãos

O automobilismo brasileiro perdeu um grande nome. Alfredo Guaraná Menezes, segundo colocado em sua categoria e sétimo na classificação geral das 24 Horas de Le Mans de 1978, morreu neste domingo (26) aos 64 anos de idade. A morte foi consequência do quadro de falência múltipla dos órgãos, decretado ainda no sábado, que anulou qualquer possibilidade de recuperação. O ex-piloto estava internado no Hospital das Clínicas de São Paulo.
 
Guaraná se preparava para um transplante de fígado, necessário para combater um quadro de cirrose hepática. O problema é que uma grave infecção inviabilizou o procedimento. Assim, o estado de saúde do ex-piloto só se deteriorou. A infecção, acompanhada de hemorragias, significou que o quadro era irreversível.
 
LEIA A MATÉRIA COMPLETA NO DIÁRIO MOTORSPORT.
Alfredo Guaraná Menezes (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Guaraná teve longa carreira no automobilismo. O piloto teve grandes glórias correndo de monopostos, alcançando títulos na Super V, na F3 e na F2 Brasileira, sendo um dos grandes adversários de Nelson Piquet nos anos 1970.

Mas foi correndo no endurance que 'Palito' alcançou sua maior glória. Formando trio com Paulo Gomes e Mário Amaral, Guaraná chegou muito perto de ser campeão de sua classe nas 24 Horas de Le Mans de 1978, ficando com o segundo lugar.

 
De volta ao Brasil, Guaraná conseguiu bons resultados como piloto, chegando a disputar provas da antiga F-Chevrolet. Antes, se tornou chefe da equipe montada pelo pai de Helio Castroneves, que alavancou a carreira do então jovem piloto no automobilismo. Guaraná logo se rendeu ao lado administrativo do esporte. Recentemente, Alfredo atuava como comissário da FASP (Federação de Automobilismo de São Paulo).
PADDOCK GP #70 FAZ PRÉVIA DE ABERTURA DAS TEMPORADAS DE F1 E MOTOGP E LEMBRA PACE

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube