Campeão ao lado de Naoki Yamamoto, Button permanece na Super GT para temporada 2019

Jenson Button diminuiu a participação no WEC em 2019 - vai correr apenas as 24 Horas de Le Mans -, o que abriu espaço para que o campeão mundial de F1 em 2009 reafirmar o compromisso com a Honda e o Super GT. Em 2019, vai seguir dividindo o Team Kunimitsu com o companheiro Naoki Yamamoto, junto a quem vai disputar o bicampeonato

Jenson Button vai ficar no Japão. O campeão mundial de F1 da temporada 2009 – e que desde o fim de 2016 está fora da categoria – decidiu permanecer no Super GT japonês para tentar defender o título que conquistou na temporada 2018.
 
A notícia foi confirmada pela Honda durante o Salão do Automóvel de Tóquio. Button foi campeão em 2018 pelo Team Kunimitsu – afiliado da Honda – numa dupla com Naoki Yamamoto. De acordo com a montadora de Hamamatsu, a dupla está mantida.
 
Como Button diminuiu a participação dele na temporada do WEC, agora o Super GT e as 24 Horas de Le Mans são as únicas datas ocupadas do calendário do piloto de 38 anos para a temporada que vem por aí. Fora isso, Button também será um comentarista da rede inglesa de TV Sky Sports em algumas etapas da F1.
Jenson Button e Naoki Yamamoto (Foto: Super GT)

O campeonato da Super GT começa no fim de semana dos dias 13 e 14 de abril, com os 300 km de Okayama, e termina nos dias 2 e 3 de novembro, em Motegi. São nove etapas. 

 
Outra confirmação da Honda é que a intenção de manter seus dois pilotos mais próximos da F1, Nirei Fukuzuki e Tadasuke Makino, na Europa, falhou. Os dois tiveram um ano complicado na F2 e agora estão de volta ao Japão, o que dificulta ainda mais o desejo conhecido da marca de emplacar um piloto japonês no grid da F1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube