Outras

Com terceiro lugar na corrida 1 em Abu Dhabi, Hubert conquista último título da GP3. Pulcini vence

Anthoine Hubert confirmou a conquista do título da GP3 com uma corrida de antecipação ao terminar em terceiro lugar na prova deste sábado em Yas Marina. Leonardo Pulcini venceu, enquanto David Beckmann fechou em segundo. Pedro Piquet cruzou a linha de chegada em 12º
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Alain Prost e Anthoine Hubert (Foto: Renault Sport/Twitter)

A GP3 coroou o último campeão de sua história de oito anos no automobilismo. A categoria de base, que no ano que vem vai dar nome à nova F3 Internacional, viu a conquista de Anthoine Hubert na tarde deste sábado (24) em Abu Dhabi. O francês de 22 anos, pupilo da Renault, sequer precisou vencer a corrida 1 do fim de semana em Yas Marina e cruzou a linha de chegada em terceiro lugar. A vitória ficou com Leonardo Pulcini, da Campos. David Beckmann, que largou em sexto, levou a Trident ao segundo lugar, com Hubert completando o pódio com a ART Grand Prix.
 
Nikita Mazepin, que largou na pole e tinha chances ainda de lutar pelo título, chegou a liderar a prova, mas não consegui sustentar a ponta. Na batalha com Pulcini, o russo erroou o traçado e cortou o caminho na saída da curva, sendo punido em 10s, o que praticamente selou seu destino no campeonato. Mazepin fechou na quinta posição, atrás também de outro dos seus companheiros de equipe na ART Grand Prix, Callum Illott. Pedro Piquet largou na 11ª colocação em Abu Dhabi e finalizou em 12º. Destaque para Tatiana Calderón, que garantiu o décimo lugar.
 
Hubert entra agora para uma galeria que foi aberta em 2010 por Esteban Gutiérrez. Desde então, foram campeões da GP3 Valtteri Bottas, Mitch Evans, Daniil Kvyat, Alex Lynn, Esteban Ocon, Charles Leclerc e, no ano passado, George Russell.
 
A corrida derradeira da história da GP3 acontece neste domingo em Abu Dhabi.
Anthoine Hubert (Foto: Renault Sport/Twitter)
Saiba como foi a corrida 1 da GP3 em Abu Dhabi
 
Nikita Mazepin, ainda com chances de título, largou na pole-position em Abu Dhabi, com Leo Pulcini em segundo e Anthoine Hubert em terceiro. Pedro Piquet partiu da 11ª colocação em meio a um grid formado por 20 carros.
 
A largada da corrida 1 do fim de semana foi bastante tranquila e sem maiores confusões. Contudo, Mazepin não conseguiu sustentar a liderança e foi ultrapassado por Pulcini mesmo sem o auxílio da asa móvel. Dois giros depois, o russo retomou a ponta, colocando a ART Grand Prix de volta ao topo.
 
Hubert, sem se arriscar, acompanhava a briga de perto, de olho em um eventual contato entre Pulcini e Mazepin. A luta pela liderança era de fato bem intensa, com o italiano retomando a liderança na volta 5. Já o russo tentava de tudo para voltar a liderar, passando até reto por uma curva, chegando a acertar a ‘salsicha’ postada para evitar que os pilotos excedam os limites da pista. 
Leonardo Pulcini foi o vencedor deste sábado em Abu Dhabi (Foto: GP3/Twitter)
O incidente foi colocado sob investigação pelos comissários e resultou em uma punição de 10s a Mazepin. Na prática, o cenário deixava o russo praticamente sem chances de lutar pela vitória e pelo título da GP3. Hubert, então, ficou ainda mais tranquilo e sequer ofereceu resistência quando foi confrontado por David Beckmann, que fez uma corrida de recuperação e fez a ultrapassagem sobre o francês para subir para terceiro na pista e segundo na corrida, depois da punição imposta a Mazepin.
 
Após 18 voltas, Pulcini cruzou a linha de chegada na frente, com Mazepin perto, em segundo lugar. Mas, com a punição, o russo ficou em quinto lugar. Beckmann confirmou a segunda colocação, com Hubert, o grande campeão da temporada, completando o pódio.