Nasr cita nova experiência em temporada completa no SportsCar e admite vontade de testar Indy e F-E: “Estão todas no radar”

Felipe Nasr tem vivido uma experiência bastante diferente neste ano. Mudando seu foco da carreira, vai competir a temporada completa da SportsCar nos Estados Unidos. Sobre o que tem vivido, o piloto comentou como já se sente habituado no cenário do automobilismo americano, e admitiu que tem vontade de experimentar carros da Indy e F-E

Cada vez mais os pilotos têm percebido que a felicidade não mora exclusivamente na F1. Seja por falta de oportunidade ou até mesmo de patrocínio, começam a procurar categorias também de alto nível em que podem ser competitivos e brigar com grandes nomes do automobilismo.
 
Felipe Nasr entende isso e tem vivido uma experiência bastante nova em 2018. Neste ano, o brasiliense compete no SportsCar, categoria americana de provas de longa duração. Logo em sua estreia, nas 24 Horas de Daytona, fez bonito e recebeu a bandeira quadriculada no pódio. O competidor, inclusive, avaliou a corrida, ao GRANDE PRÊMIO, como “incrível, uma foi uma prova muito animada, muito bacana, uma experiência incrível. Foi um bom início de temporada”.
Felipe Nasr (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
Em entrevista ao GRANDE PRÊMIO durante a Corrida de Duplas da Stock Car, onde foi parceiro de Ricardo Maurício e recebeu a bandeira quadriculada na quarta colocação, o competidor explicou agora a meta deste ano, que é se adaptar nos Estados Unidos e trazer o título para casa. “Eu estou com o objetivo de ganhar o campeonato, eu acho que é esse meu foco, é dar a prioridade ao IMSA”, explicou.
 
“Esse é um ano muito importante para a categoria, você tem diversas equipes competitivas, com pilotos competitivos, para mim está sendo uma nova experiência. Como sempre fiz minha vida na Europa, estou conhecendo circuitos americanos, o ambiente de trabalho nos Estados Unidos também é bastante diferente, mas estou gostando muito. Estou bem habituado, me sentindo em casa”, continuou.
 
Mas bem como explicou, Felipe teve sua carreira inteira baseada na Europa e especialmente nos carros de fórmula, com passagens pela F3 Britânica, GP2 e F1. Questionado se gostaria de novamente pilotar um desses carros, explicou que para o futuro espera poder ao menos testar um Indy ou F-E.
 
“Tanto a Indy quanto a F-E são categorias que eu tenho vontade de participar ou fazer um teste. Então estão todas no radar, aí é uma questão de vários fatores se abrirem. Tenho certeza que a F-E é uma categoria que tem muito para crescer nos próximos anos”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube