Kubica se mostra animado com recuperação: “Caminho não é tão longo como pensávamos”

Depois de vencer o Rali Città di Bassano, na região do Vêneto, na Itália, Robert Kubica se mostrou animado com seu processo de recuperação. Igor Rossello, cirurgião do piloto, acredita que retorno à F1 é possível

 

Robert Kubica conseguiu mais um triunfo em provas de rali desde que voltou às pistas após o grave acidente que sofreu no início de 2011. Ao lado do navegador Emanuele Inglesi, o polonês venceu sete das nove especiais do Rali Città di Bassano, na região do Vêneto, na Itália, no último sábado (29).
 
Feliz com o resultado, Kubica reconheceu que seu processo de recuperação ainda é longo, mas não tão grande quanto pensava. O piloto de 27 anos ainda tem problemas de mobilidade no braço direito.
Médico de Kubica confia em retorno à F1 (Foto: Divulgação)
“Ainda tenho um longo caminho pela frente”, falou Kubica. “Mas isto mostra que o caminho não é tão longo como pensávamos”, ressaltou.
 
Igor Rossello, cirurgião que operou o braço de Kubica, afirmou que está confiante na recuperação do polonês e acredita que ele poderá voltar à F1. 
 
“Atualmente, nós estimamos que a recuperação dele esteja em 50%”, disse Rossello à publicação polonesa ‘Gwizdek24’. “Acho que vamos chegar a 75, 80%, o que deve ser o suficiente para guiar um carro de F1”, avaliou.
 
Rossello destacou que o agente de Kubica, Daniele Morelli, também está animado com a recuperação do polonês e disse que acredita que Robert poderá retornar à F1 um dia. 
 
“Falei com o agente dele, Daniele Morelli, que está tão animado com o progresso dele quanto eu”, continuou. “Estou convencido de que é possível, apesar de a recuperação muitas vezes levar meses e anos”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube