Rali

Loeb vence 5ª etapa nos carros, mas Al-Attiyah amplia liderança no Dakar após problemas de Peterhansel

Sébastien Loeb se recuperou e muito nesta sexta-feira (11), na etapa entre Tacna e Arequipa do Rali Dakar. Ele ultrapassou Nasser Al-Attiyah durante o terceiro trecho da especial e, a partir de então, abriu vantagem com tranquilidade, chegando 10 minutos à frente do rival - que segue líder, porém. Stéphane Peterhansel, ainda vice, teve problemas e viu, assim, o catari abrir distância na briga pelo título
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Carros e Caminhões
5ª etapa – Tacna - Arequipa
Trecho de especial: 452 km
Deslocamentos: 262 km
Trecho total: 714 km

O quinto dia da edição 2019 do Rali Dakar teve, entre os carros, dois "vencedores": o primeiro, Sébastien Loeb, que triunfou na especial entre Tacna e Arequipa; e o segundo, Nasser al-Attiyah, que abriu vantagem na classificação geral após problemas com o vice-líder, Stéphane Peterhansel.

Loeb, por sua vez, conseguiu um dia de regularidade, após começo alternando etapas boas e ruins no Dakar. Após a quinta colocação da última quinta, desta vez ultrapassou Al-Attiyah após três trechos da etapa para abrir incrível vantagem no restante. O eneacampeão mundial de rali conduziu seu Peugeot 3008 DKR até a chegada com 10min22s sobre o catari.

Para Al-Attiyah, porém, dos males o menor: apesar da queda da distância para Loeb, que ainda é apenas quinto na classificação geral, ele abriu mais para Stéphane Peterhansel, que chegou a 26min09s do líder. Peterhansel ficou parado por mais de cinco minutos no trecho final da etapa por problemas em região onde os líderes também sofreram com as marchas.

Nani Roma, que terminou em terceiro, resgatou Peterhansel e acabou por manter a terceira colocação na classificação geral. 
Stéphane Peterhansel (Foto: Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool)
O dia no Dakar começou com atrasos. Por conta da neblina da manhã, os competidores tiveram a largada atrasada em cerca de 2h, já que as condições climáticas impediam o voo dos helicópteros. E começou bom para Carlos Sainz: apesar de já muito atrás na classificação, o espanhol não baixou o ritmo e partiu para o ataque nesta sexta, passando pelo CP1 na liderança, 35s à frente de Peterhansel. 

Mas os problemas voltaram a acontecer para Sainz: no CP5, ele perdeu mais de 40 minutos no km 200 - foi acabar a etapa apenas em 11°.
 
Completando o top-5 após a etapa está o polonês Jakub ‘Kuba’ Przygonski. Ele terminou esta sexta com a quinta colocação e aparece em quarto no geral.

Nikolaev vence pela terceira vez e amplia vantagem nos caminhões

Cinco etapas, três vitórias para Eduard Nikolaev. O russo, que busca o pentacampeonato no Dakar (já tem três títulos como piloto, um como navegador), teve dia sob aperto de rivais, mas abriu vantagem no trecho final para triunfar mais uma vez entre os caminhões.

Ele terminou com 3min15 de vantagem para Dmitry Sotnikov, seu companheiro na Kamaz. Essa distância estava abaixo de um minuto até a parte final em Arequipa. Com isso, Nikolaev passa a ter 11min54s de vantagem sobre o compatriota na liderança. 

Siarhei Viazovich, de Belarus, chegou em terceiro nesta sexta e assumiu a quarta colocação geral. Andrey Karginov manteve a terceira colocação no geral, mas chegou apenas em quarto nesta sexta - mesmo assim, o fez após boa recuperação, já que estava em sexto no começo do trecho final.