Saba fatura tri do Rali de Erechim no Sul-americano. Bertholdo e Dalmut triunfam no Brasileiro

Os paraguaios dominaram a disputa do Rali Internacional de Erechim pelo Sul-americano de rali de velocidade. Com Skoda Fabia, Gustavo Saba e Victor Aguilera chegaram ao tricampeonato. Na disputa do Brasileiro, Ulysses Bertholdo e Marcelo Dalmut, com Mitsubishi Lancer, venceram na classe 4x4


Diante de um grande e apaixonado público, o Rali Internacional de Erechim, no Rio Grande do Sul, foi disputado entre quinta-feira e o último domingo (19). O maior e mais importante rali de velocidade do Brasil foi válido pelos campeonatos Sul-americano, Brasileiro e Gaúcho. Na disputa continental, o triunfo ficou, pela terceira vez, com os paraguaios Gustavo Saba e Victor Aguilera. A etapa do Brasileiro teve a vitória de Ulysses Bertholdo e Marcelo Dalmut na classe 4×4, a principal da prova. O duo, que correu com um Mitsubishi Lancer, triunfou também no Gaúcho de Velocidade.

O regulamento do Campeonato Sul-americano segue os moldes do WRC, e os dois dias da prova foram contabilizados como uma única etapa. O Rali Internacional de Erechim viu ser consolidado o favoritismo de Saba e Aguilera, que conquistaram o título da etapa pela terceira vez seguida com tempo total de 1h33min45s nos 140 km de trecho cronometrado. O duo paraguaio triunfou com um Skoda Fabia S2000. “Estou muito contente de ter conseguido o tricampeonato em Erechim, o rali mais concorrido da temporada”, disse Saba.
Potente Skoda Fabia de Saba e Aguilera levou a dupla paraguaia ao tri do Rali de Erecihm (Foto: Edson Castro/CBA)

A prova coroou um domínio paraguaio na Classe 2. O país guarani monopolizou o top-3 do Sul-americano em Erechim. Miguel Zaldivar e Héctor Nunes, com um Ford Fiesta S2000, fecharam em segundo, enquanto Alejandro Galanti e Marcelo Toyotoshi completaram a lista dos três mais rápidos em Erechim. Bertholdo e Dalmut ficaram em quarto na classificação do Sul-americano, mas o resultado dos brasileiros foi desconsiderado porque ambos não estão inscritos na competição continental. Roberto Saba e Leonardo Suaya, da Bolívia, na Classe 3 (carros de tração 4×4), venceram a prova.

Os experientes Bertholdo e Dalmut, no entanto, triunfaram no Brasileiro na Classe 3, a 4×4. A dupla enfrentou vários desafios para vencer os dois dias de prova no prestigiado Rali de Erechim. “Erramos na escolha dos pneus e tivemos de fazer as duas passagens com cautela e seguir a trilha para não correr riscos de ter um pneu furado”, comentou o piloto.
Ulysses Bertholdo e Marcelo Dalmut vencem nos dois dias do Brasileiro em Erechim (Foto: Edson Castro/CBA)

Na segunda largada, a Mitsubishi, equipe de Bertholdo e Dalmut, optou pela troca de pneus para o seco. Mas a dupla foi novamente traída pelo clima instável de Erechim. “Virou um sabão e foi quase impossível se manter no trilho”, definiu o líder do duo campeão das duas etapas do Brasileiro no principal rali de velocidade do país.

Tiago Mocelin e Vinícius Anziliero, correndo em casa, venceram a prova na Classe 4×2 após o triunfo nos dois dias de rali. Dimas Pimenta e Rodrigo König repetiram o feito dos erechinenses na classe 207 — categoria monomarca Peugeot — e conquistaram a etapa. Na 4×2 Super, Luis Tedesco e Raphael Furtado venceram no sábado e Luccas Arnone e Felipe Costa ganharam no domingo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube