Lappi comanda 1-2 da Citroën e assume liderança do Rali da Turquia

Depois de três semanas, o WRC volta a acelerar com a disputa do Rali da Turquia, 11ª etapa da temporada 2019. E neste princípio de prova, quem dá as cartas é a Citroën. Esapekka Lappi lidera depois do desfecho desta sexta-feira (13), 17s7 à frente do hexacampeão Sébastien Ogier

Esapekka Lappi se colocou em boa posição nesta sexta-feira (13), primeiro dia cheio de especiais do Rali da Turquia, 11ª etapa da temporada 2019 do WRC. O finlandês da Citroën, que corre ao lado do compatriota Janne Ferm, primou pela regularidade ao longo das seis especiais do dia. Em termos de estágios, a sexta-feira foi bastante equilibrada, com nada menos que cinco carros diferentes triunfando. Valeu o desempenho constante ao longo das etapas para assegurar a liderança com 17s7 de vantagem para outro carro da Citroën, pilotado pelo hexacampeão Sébastien Ogier.
 
O Rali da Turquia teve início na noite da última quinta-feira com a disputa de uma superespecial, vencida por Thierry Neuville e Nicolas Gilsoul, a bordo do Hyundai i20. Na abertura dos trabalhos desta sexta-feira, quem começou bem foi Jari-Matti Latvala e seu navegador, Miikka Anttila, liderando a segunda especial com o Toyota Yaris WRC #10.
Esapekka Lappi foi o mais rápido desta sexta-feira na Turquia (Foto: Citroën Racing)

Foi aí que Lappi e Ferm começaram a se destacar. Na primeira passagem por Cetibeli, na especial três, a dupla finlandesa levou a melhor e assumiu a liderança da prova para não mais perdê-la até o fim do dia. Andreas Mikkelsen, também da Hyundai, vinha bem perto, em segundo lugar, enquanto Ogier estava 14s3 atrás.

 
Latvala voltou a vencer uma especial, a quarta, em Ula, com Lappi aparecendo em quinto. O nórdico voltou a fechar no top-5 a quinta especial da prova, que teve a vitória do Toyota pilotado por Kris Meeke. Entretanto, a performance de concorrentes diretos como Mikkelsen e Latvala ajudou Lappi a não apenas se manter na frente, como a ampliar sua vantagem na liderança.
 
Neuville foi o mais rápido da sexta especial, enquanto Lappi foi o segundo e Ogier veio logo atrás. Esta especial foi particularmente muito difícil para os pilotos por conta da forte chuva que desabou em Cetibeli, tornando o piso muito escorregadio. E Dani Sordo, também da Hyundai, venceu a última etapa do dia, com Latvala e Neuville terminando na sequência. Lappi cravou mais um top-5.
Sébastien Ogier terminou em segundo a sexta-feira do Rali da Turquia (Foto: Citroën Racing)
Assim, a Citroën fecha com parcial dobradinha a sexta-feira. Neuville, apenas 0s7 atrás de Ogier, vem em terceiro, seguido por Teemu Suninen. Andreas Mikkelsen vem em quinto lugar, à frente de Dani Sordo e Kris Meeke. 
 
Chama a atenção a performance apagada, até agora, do líder do campeonato, Ott Tänak. O estoniano está apenas em oitavo lugar na classificação geral, 1min37s4. Latvala, que perdeu muito rendimento na sequência da prova, e Pontus Tidemand, fecham o top-10. A prova conta também com a participação do brasileiro Paulo Nobre, que está em 18º colocado no geral.
 
A prova tem sequência neste sábado com a disputa de mais seis especiais. O Rali da Turquia se encerra neste domingo com os quatro estágios derradeiro, incluindo o Power Stage.

Paddockast #33
10 ANOS DE SECA BRASILEIRA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar