Ogier vira jogo sobre Lappi e lidera Rali da Turquia por apenas 0s2

A Citroën manteve a dobradinha neste desfecho de sábado do Rali da Turquia, mas com importante inversão entre seus pilotos. Esapekka Lappi cometeu um erro na antepenúltima especial do dia, voltou a apertar o ritmo, mas agora está em segundo lugar na prova. O líder? Sébastien Ogier, hexacampeão mundial, por apenas 0s2 de vantagem

A Citroën segue dando as cartas no Rali da Turquia, 11ª etapa da temporada 2019 do Mundial de Rali, mas viu a ascensão de um novo líder neste sábado (14). Esapekka Lappi comandava a prova até a disputa da décima especial, a terceira do dia. Mas um erro acabou por fazer o finlandês perder a vantagem de 10s que tinha para Sébastien Ogier. Lappi aumentou o ritmo nas duas especiais seguintes, venceu a última etapa nesta tarde e se aproximou do companheiro de equipe. Mas o hexacampeão tratou de fechar o penúltimo dia do Rali da Turquia na frente, por apenas 0s2 de vantagem para o nórdico.
 
Caso nenhum dos C3 apresente problemas nas quatro especiais deste domingo, a Citroën vai partir para sua terceira vitória na temporada. Ogier triunfou nos Ralis de Monte Carlo e do México, mas desde então viu a ascensão de dois fortes pilotos que hoje são os maiores candidatos ao título: Ott Tänak, da Toyota, líder do campeonato com 205 pontos, e Thierry Neuville, da Hyundai, com 172. 
 
Sébastien ainda tem chances de brigar pelo hepta e soma hoje 165. Para o francês, um triunfo neste fim de semana é crucial para seguir vivo na luta pela taça.
Sébastien Ogier é o novo líder do Rali da Turquia (Foto: Citroën Racing)

Ao término dos trabalhos do dia, o francês comemorou sua performance neste sábado. “Foi um dia muito bom. Não tivemos problemas, tivemos um bom ritmo. É uma grande diferença em relação há três semanas. Viemos aqui com uma impressão positiva depois de termos feito um bom teste e sabíamos que o carro teria um bom desempenho na terra”, comentou.

 
Por sua vez, o agora segundo colocado na prova assumiu o erro cometido ao longo do dia e indicou que deve correr para favorecer seu companheiro de equipe na luta pelo título. “Não me importo com o fato de não estarmos liderando. Cometi um pequeno erro na especial 12. Mesmo se estivéssemos liderando amanhã, os pontos são muito importantes para Seb, então tentarei ajudá-lo. Falta um dia, então vamos torcer. Podemos fazer acontecer”, disse o finlandês.
 
Andreas Mikkelsen segue fazendo grande rali e está em terceiro depois de superar, ao longo do dia, o Ford Fiesta M-Sport de Teemu Suninen. Levou a melhor o norueguês da Hyundai, que, no entanto, está bem atrás da dupla da Citroën na classificação geral: 1min17s1 de desvantagem para Ogier. Dani Sordo, também da Hyundai, completa o top-5 provisório do Rali da Turquia, 2min24s7 atrás de Ogier.
Esapekka Lappi perdeu a liderança do Rali da Turquia neste sábado (Foto: Citroën Racing)

A prova deste fim de semana não vem sendo nada favorável à Toyota, líder do campeonato dos construtores. O melhor colocado é Jari-Matti Latvala, que está apenas na sexta colocação na classificação geral. O finlandês se coloca à frente de Kris Meeke, da Citroën, e de Neuville, que tende a somar poucos pontos no campeonato na Turquia. Pontus Tidemand e o polonês Kajetan Kajetanowicz fecham o top-10.

 
Quem não tem mais chances terminar no top-10 do Rali da Turquia é o líder do campeonato. Até a primeira especial do dia, a oitava geral da prova, Ott Tänak aparecia em sétimo lugar no geral e vinha em ascensão para buscar o máximo possível de pontos. Mas um problema mecânico enfrentado pelo Toyota Yaris do estoniano arruinou suas possibilidades de chegar ao menos entre os dez primeiros. Tänak é o 17º colocado, duas posições à frente do brasileiro Paulo Nobre.
 
O Rali da Turquia se encerra neste domingo com a realização de quatro especiais, todas no período da manhã, inclusive o Power Stage, que distribui pontuação extra aos cinco primeiros colocados da especial.

Paddockast #33
10 ANOS DE SECA BRASILEIRA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar