2°, Campos diz que pode brigar com Camilo por vitória em Londrina. E Brito valoriza trabalho e evolução da Prati

A Prati Donaduzzi colocou seus dois pilotos, pela primeira vez no ano, no Q3 de uma classificação da Stock Car. Júlio Campo larga em segundo, e crê que uma vitória é possível; enquanto isso, Valdeno Brito analisa o que mudou na equipe para essa evolução chegar

Na etapa de Goiânia, Júlio Campos fez o primeiro pódio da Prati Donaduzzi em 2019. Na ocasião, ele contou ao GRANDE PRÊMIO que a equipe havia solucionado um problema em seu carro. E, aparentemente, era verdade: neste sábado, ele garantiu a segunda colocação no grid de largada para a corrida 1 em Londrina, atrás apenas de Thiago Camilo.

Para o piloto, que sentiu que poderia ter feito a pole (a perdeu por apenas 0s140, ao anotar 1min10s192 no Q3), aquele 'conserto' tudo tem a ver com o msotrado no Paraná. 

"Com certeza. O carro está muito mais rápido, andamos bem em todos os treinos. Só não aparecemos quando não colocou pneu (troca em treinos), mesmo. E a gente sabia que o carro a ser batido era o do Thiago, eles estão ainda com uma coisinha a mais, e a gente tem de trabalhar. Mas vamos brigar", afirmou Campos.

Júlio Campos (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Paddockast #21
A primeira vez a gente nunca esquece: as vitórias dos maiores nomes do esporte

A Prati, inclusive, foi ao Q3 com seus dois pilotos pela primeira vez na temporada, e Valdeno Brito larga na quarta colocação. E ele revelou que a equipe tem seguido a ideia da 'irmã', a Ipiranga, já que ambas pertencem à Mattheis – no caso da Prati, o chefe é Rodolfo, filho de Andreas, o chefe da Ipiranga.

"No meu caso em particular, estamos tentando achar a melhor configuração para mim. A equipe estava querendo copiar a configuração do Julio e do Camilo, mas meu estilo de guiar é um pouco diferente, então a gente está tentando fazer um carro mais para mim. E isso está dando resultado", comentou ao GP o piloto.

"Estou voltando para a equipe depois de quatro anos, então um tempo afastado muda um pouco o procedimento, o estilo do trabalho, e agora estou me reencontrando com a equipe", seguiu.

Valdeno Brito (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Sobre as corridas de domingo, ele crê que o carro combine bem com a pista londrinense, pelo que indica também o desempenho de Campos e de Camilo.

"O carro está bom. Eu gosto de Londrina, o Julio foi bem aqui ano passado. O Camilo tem bom histórico aqui. Então é tudo junto, a competência da equipe e também o bom trabalho dos pilotos", concluiu.

A corrida 1 da Stock Car em Londrina está marcada para 12h (de Brasília) do próximo domingo (9). A corrida 2 começa às 13h.



GRANDE PRÊMIO acompanha in loco, direto de Londrina, a quarta etapa da temporada 2019 da Stock Car, com o repórter Felipe Noronha. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube