Aos 45, Barrichello reafirma amor pelas corridas e garante: “Vou parar quando achar que não amo mais pilotar”

Rubens Barrichello, que completou 45 anos no último dia 23 de maio, segue em atividade e de forma bastante competitiva. Na última etapa da Stock Car, realizada em Santa Cruz do Sul, o veterano foi pole e venceu a corrida 1. Depois de encarar a rodada dupla de Cascavel, Rubens vai encarar um desafio inédito na sua carreira: as 24 Horas de Le Mans

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O amor é o que motiva Rubens Barrichello a continuar acelerando nas pistas do mundo. O paulista, que completou 45 anos no último dia 23 de maio, deixou claro que, enquanto continuar amando o que faz, vai seguir em atividade, seja na Stock Car, no kart ou então encarando novos desafios. Depois de disputar a rodada dupla deste fim de semana em Cascavel, o piloto não vai ter folga, ao contrário: vai seguir rumo à França para fazer a sua estreia na maior corrida de resistência do mundo: as 24 Horas de Le Mans, entre 17 e 18 de junho.

 
Mesmo em meio a uma categoria que atrai cada vez mais jovens como a Stock Car, Barrichello segue competitivo e forte, figurando sempre no rol dos mais rápidos. Em 2014, conquistou seu primeiro título na principal categoria do automobilismo nacional. No ano passado, travou um verdadeiro duelo de gerações contra o jovem Felipe Fraga e terminou como vice-campeão, com a temporada sendo definida apenas na última corrida de 2016, em Interlagos.
 
Nesta semana, o piloto da Full Time vai seguir rumo a Cascavel para a disputa da quarta etapa da temporada da Stock Car. Mas Barrichello tem vivido dias bem diferentes e intensos na sua longa carreira nas pistas. No último fim de semana, Rubens participou do Journée Test, o teste coletivo que antecedeu a 85ª edição das 24 Horas de Le Mans.
 
O piloto vai correr com o Dallara P217-Gibson da equipe holandesa Racing Team Nederland na classe LMP2 e terá como companheiros de equipe Jan Lammers e Fritz Vane Eerd. Por conta da sua condição de novato, Barrichello teve de completar um mínimo de dez voltas no circuito de 13,6 km de Sarthe para confirmar presença na prova.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Em entrevista à FIA, o piloto se mostrou animado com o novo desafio e, mais do que isso, reafirmou seu amor pelas corridas, indicando que deve continuar em atividade por muito tempo.

 
“Eu assisto a corrida [em Le Mans] há muito tempo. O fato é que eu já fiz Mônaco e Indianápolis. Acho que Le Mans é algo importante a fazer também como parte da minha carreira. O mais importante é o fato de amar o que eu faço”, disse. “Quando corri na F1, após 19 anos, as pessoas me diziam: ‘Você tem de parar, já correu muito’. Mas vou parar quando achar que não amo mais pilotar”, complementou.
 
“Estou correndo mais agora do que quando estava na F1 com a Stock Car e o kart, então ainda sou uma pessoa muito competitiva”, garantiu. Por isso, essa tentativa de fazer Le Mans é muito boa porque eu amo o que eu faço”, concluiu.
ALONSO ATINGE NOVO PATAMAR NA HISTÓRIA DO AUTOMOBILISMO NA ESPETACULAR INDY 500

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube