Stock Car

Após 11 anos, Wilson deixa Eurofarma. Equipe segue com Maurício e Serra para 2020

A Stock Car está em pausa de cerca de um mês entre as etapas do Velopark e de Cascavel - mas não fica sem notícias importantes. Nesta sexta-feira (27), a Eurofarma anunciou o fim da parceria com Max Wilson, que já durava 11 anos, a partir de 2020. O piloto defende a RCM na atual temporada - enquanto a RC Eurofarma seguirá no ano que vem com Daniel Serra e Ricardo Maurício

Grande Prêmio / FELIPE NORONHA, de São Paulo

Max Wilson chegou à Stock Car em 2009. Durante os 11 anos seguintes, foi campeão em 2010 e, até a atual temporada, esteve presente nas equipes da Eurofarma - RC ou RCM. Mas a parceria chegou ao fim.

A farmacêutica anunciou nesta sexta-feira (27) que seguirá com apenas dois carros no grid da Stock Car em 2020 e estes serão pilotados por Daniel Serra e Ricardo Maurício. Wilson, responsável pelo terceiro carro da marca, não seguirá comandado por Rosinei Campos, o 'Meinha'.

Além do título em 2010, ele foi quarto no ano seguinte, terceiro em 2017 e quinto no ano passado, suas melhores campanhas na categoria. Em 2019, o #65 aparece após oito etapas em nono. Ele também é comentarista de F1 no SporTV.
Max Wilson (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Paddockast #35
NARRAÇÕES INESQUECÍVEIS E UM CURIOSO AMOR


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

"Em 2009, eu não sabia o quanto esse ciclo seria maravilhoso, e não estou me referindo somente às vitórias, títulos que conquistamos juntos ao longo desses anos, mas de ter feito parte de uma equipe tão incrível, e com essa marca que tive o privilégio de representar, ter tido a oportunidade de estar com pessoas maravilhosas, ter feitos novos amigos, aprendido e ensinado coisas uns aos outros dentro e fora das pistas", disse o piloto por meio de nota.

Ao GRANDE PRÊMIO, ele confirmou a informação: "Foi uma parceria maravilhosa e me sinto privilegiado de ter feito parte da equipe por mais de uma década". Sobre 2020, afirmou que ainda não há nenhum contrato fechado para que siga na Stock Car, mas que o plano é continuar no grid.

"Desde criança quis ser piloto, mas antes de tudo sou um ser humano, então para mim, poder ter passado 11 anos com pessoas de bons valores, éticas, boas é um privilégio e agradeço muito por ter tido essa oportunidade", completou.
Max Wilson (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Rosinei Campos, o chefe da equipe, também comentou a saída do piloto: "Desde a primeira vez que vi o Max guiando sabia que faríamos um grande trabalho juntos. Ele sempre foi focado, guiava com personalidade, mas, com sabedoria, gentileza e entendimento com o trabalho em equipe. Somos muito agradecidos por todo esse tempo juntos."

A RC Eurofarma planeja um 2020 com apenas dois carros no grid, e confirmou que Serra e Maurício, os atuais líderes do campeonato, serão os titulares. 

A Stock Car volta à ativa entre 18 e 20 de outubro com a disputa da nona etapa do campeonato no Autódromo Zilmar Beux, em Cascavel. O GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' a temporada 2019 com o repórter Felipe Noronha. Siga tudo aqui.


 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.