Atual campeão, Fraga abre temporada 2017 da Stock Car “sem peso nas costas” para lutar pelo bi: “Vamos tentar de novo”

Mais jovem piloto a conquistar o título da Stock Car, Felipe Fraga inicia sua trajetória pelo bicampeonato muito mais tranquilo e ciente de que é possível repetir o feito. O paraense radicado no Tocantins continua na Cimed, mas com novos mecânicos, engenheiros e também com um carro diferente daquele que o levou à taça de campeão no ano passado. Mas, mesmo assim, começou bem sua campanha em 2017

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Grande nome da última temporada da Stock Car, Felipe Fraga chega a 2017 igualmente motivado, mas também bem mais tranquilo em relação ao ano passado. Depois de ter chegado à glória com o título em 2016, o jovem paraense radicado no Tocantins é, aos 21 anos, o homem a ser batido na principal categoria do automobilismo nacional. Mas mesmo diante da natural cobrança de quem almeja sempre estar à frente dos adversários, Fraga garante ter tirado um peso nas costas e encara o início da defesa do seu título com ainda mais maturidade e serenidade.

 
Fraga falou ao GRANDE PRÊMIO no motorhome da Cimed pouco depois de terminar em segundo lugar o primeiro treino livre do fim de semana da etapa de Goiânia, palco da prova de abertura da temporada 2017 da Stock Car, neste fim de semana. Felipe também levou o carro #88 da Cimed ao segundo lugar no segundo treino coletivo realizado na quinta-feira, que serviu como pré-temporada antes do início dos trabalhos no fim de semana.
 
Vale lembrar que o carro com o qual Fraga corre nesta temporada é diferente do chassi utilizado na campanha vitoriosa do título em 2016. Felipe vai contar com um carro completamente novo construído pela Cimed, que passa a contar com o apoio técnico da ProGP, equipe de Duda Pamplona, que uniu forças ao time bicampeão da categoria. O carro que foi usado por Fraga no ano passado agora é pilotado pelo seu mais novo companheiro de equipe e mentor, Cacá Bueno. Outra aquisição da Cimed para 2017 é o experiente Denis Navarro, que se une a Fraga, Marcos Gomes e Cacá.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Felipe Fraga abre a defesa do seu título muito mais tranquilo e sem peso nas costas em 2017 (Foto: Bruno Terena/RF1)
Confiante, tranquilo, relaxado, mas sem perder jamais de vista o foco no bicampeonato: essa é a maneira como Fraga abre sua jornada em 2017 na Stock Car. “Foi muito bom ter ganho este campeonato. Me deu muito mais confiança ao entrar na pista. Prefiro mil vezes chegar como campeão do que no ano passado, quando queria conquistar isso. Ainda quero, quero muito mais, mas como sou campeão acabo entrando com mais calma, e já está sendo um começo bom.”
 
“Estivemos bem nos treinos, a equipe tem trabalhado muito bem, e agora, com a chegada do Cacá e do Denis, a equipe vai ficar melhor ainda. São quatro carros, testando quatro cosias diferentes, então a gente pode juntar todas as informações”, destacou Fraga, seguro de que a Cimed vai ser muito mais forte com a formação de um novo conjunto em 2017.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Felipe acredita que sua condição no paddock da Stock Car não mudou muito, mesmo com a conquista do título no ano passado. Talvez, um pouco mais de respeito. Mas a diferença maior está em como ele encara a si mesmo depois de chegar ao topo do esporte.

 
“Muda mais na parte de bastidores. Os pilotos sempre respeitaram, sempre tive um bom convívio com todos na pista. Óbvio que aumenta um pouco, mas acho que dá na mesma, todo mundo quer ganhar a corrida, independente de quem esteja à frente: seja o Cacá ou outro piloto, o que a gente quer é estar mesmo à frente, ganhar a corrida. Mas estou muito feliz e, para mim, é muito mais tranquilo chegar como campeão. Dá uma relaxada. Não me sinto pressionado”, explicou o campeão.
 
“Me sentia muito mais antes, quando queria ganhar o campeonato e provar muito mais para mim do que para minha equipe e meu patrocinador. Hoje, não. Depois de ganhar o campeonato, acho que você fica muito mais tranquilo consigo mesmo. Já consegui uma vez. Se as coisas se encaixarem, se tiver sorte, tudo, então vai dar certo outra vez”, salientou Fraga.
 
“Não depende só do piloto ou só da equipe. Depende de uma série de coisas para dar certo. O próprio Marcos, em 2016, começou bem, mas quebrou em uma corrida que estava ganha. Então tem muitas coisas que precisam dar certo para alguém ser campeão. Então ter sido campeão no ano passado me tira um peso das costas, mas não tira a cobrança. A gente está aqui para vencer e certamente vamos tentar de novo”, garantiu o piloto da Cimed.
Felipe Fraga abre 2017 com o desafio de se manter no topo da Stock Car (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Por fim, Fraga disse que não se surpreendeu por conseguir andar bem logo de cara com um carro completamente novo em relação ao que estava acostumado a pilotar até o ano passado e que lhe ajudou a conquistar o título. Entretanto, Felipe ressaltou que ficou apreensivo por não saber antes qual o potencial do seu novo chassi.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Surpreso, não. Mas confesso que, quando tive de fazer a troca do chassi, fiquei ansioso por esse momento. A gente nunca sabe o que pode acontecer, se vou pegar um carro com problema ou alguma coisa do tipo. Mas fiquei muito feliz e parabenizo a equipe porque eles estão em um nível alto. É um carro novo, eles começaram do zero, com mecânicos novos, engenheiros novos no meu carro, apesar de ser um time só”, explicou.  

 
“E mesmo assim mostramos que estamos na briga. Fiquei muito feliz. Tirou um peso de mim porque fiquei um pouco preocupado, mas mostrou que estou bem. Agora é esperar e ver como vai ser na classificação, mas confio que vou estar ali naquele Q3, se Deus quiser”, finalizou o atual campeão da Stock Car, em busca do bi em 2017.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ a etapa de abertura da temporada 2017 da Stock Car em Goiânia.
 
PADDOCK GP #71 ANALISA ETAPAS DE ABERTURA DAS TEMPORADAS 2017 DA F1 E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube