Stock Car
05/05/2018 15:00

Barrichello celebra “momento histórico” em Londrina. E enaltece memória após erro de 2017: “Sabia o que devia fazer”

A pole em Londrina, quarta etapa da Stock Car em 2018, ficou com Rubens Barrichello. Mais um momento impressionante em um ano que prometia o contrário. Para o piloto da Full Time, então, é tempo de celebração
Warm Up, de Londrina / FELIPE NORONHA, de Londrina
 Rubens Barrichello (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Rubens Barrichello perdeu a pole em Londrina em 2017 após um erro na curva 6, ficando em quarto após liderar tanto o Q1 como o Q2. Neste sábado (5), um ano depois, ele se recuperou completamente: garantiu a pole da corrida 1 de domingo (6) e celebrou muito.

Em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO, Barrichello lembrou do erro cometido na última temporada e enalteceu sua recordação da pista, a colocando como a grande causa da pole alcançada.

"Hoje eu a fiz (a curva 6) do jeitinho que tem que fazer. Apesar de ser só de ano em ano, você volta com a memória do que você precisa fazer para ir bem. Estou muito feliz. agradeci, como sempre", disse.
Rubens Barrichello (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
O carro da Full Time também foi elogiado pelo #111: "O carro estava bom, quando a gente entra entre os seis primeiros, você sempre está com o carro muito balanceado", explicou.

E resumiu, com o troféu de pole na mão, o que significa alcançar mais uma vez o primeiro lugar do grid após tudo pelo que passou em 2018: "Esse momento é histórico."

"Estou emocionado em continuar, com essa idade, com essa velocidade", finalizou o pole - pela segunda vez no ano, aliás, já que largou em primeiro também em Curitiba.

GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' a Stock Car neste fim de semana com os repórteres Felipe Noronha e Fernando Silva. Acompanhe tudo aqui.
QUEM É MAIS CULPADO?

PADDOCK GP DISCUTE BATIDA DE RICCIARDO E VERSTAPPEN EM BAKU